...este é um espaço que revela alguns "pecados" do povo tuga. Os nossos políticos são do pior... e o povo manso releva...

subscrever feeds
tags

todas as tags

Pesquisa personalizada

31
Dez
07
publicado por TC às 15:55
O ministro do Interior da Croácia, Ivika Kirin, demitiu-se no sábado, depois de terem sido publicadas fotos comprometedoras. Trata-se de fotos de caça em que está próximo do general na reserva Mladen Markac junto de um javali abatido. O general, de 52 anos, é acusado da matança de dezenas de sérvios em 1995 e o seu regresso à Holanda tinha sido ordenado pelo tribunal de crimes de guerra da ONU, por violação das condições para a sua libertação, em 2004, enquanto aguarda julgamento por assassínio, actos desumanos e tratamentos cruéis. Na sequência destas fotos, foi detido no sábado na sua residência em Zagreb e encontra-se preso, segundo disse o porta-voz da Polícia, Krunoslav Borovec.

O Ministério de Ivika Kirin é o responsável por controlar as movimentações de Markac, a quem tinha sido determinado que não poderia deixar Zagreb sem autorização, pelo que o ministro ficou em falso e apresentou desculpas pelo incidente em carta enviada ao primeiro-ministro, Ivo Sanader.

Entre nós há, casos que fragilizam a imagem de governantes mas estes não tomam atitudes como esta (excepção a Jorge Coelho, António Vitorino e pouco mais). Fala-se sempre em responsabilidade política, mas ninguém sabe exactamente o que isso significa por que nada se torna visível. Nem sequer foram vistos os camelos do deserto da margem Sul do Tejo!
publicado por TC às 10:42
29
Dez
07
POST COPIADO Do Portugal Profundo
A manobra de tomada do poder do privado BCP pelo socratismo socialista só se concretizará se os accionistas e clientes do banco a consentirem. Portanto, vamos lá aquecer os motores dos blogues e dar oportunidade à cidadania de participar de mais uma campanha de limpeza do País. A sugestão Do Portugal Profundo é a de que através dos blogues e e-mail se divulgue o seguinte.

Os accionistas e os clientes do Millenium BCP e das suas empresas participadas (p. 107-109 do Relatório e Contas de 2006) - por exemplo, o BCP detém 30% da Unicre e 21,5% da SIBS - que não aceitarem a tomada de poder das empresas do grupo financeiro e segurador privado pela clique do socratismo socialista resigenem-se ou, se não concordarem com a manobra governamental, escrevam um mail, carta ou fax aos responsáveis das suas contas, gerentes e dirigentes das empresas em causa, bem como ao presidente e vice-presidente da Assembleia Geral com o seguinte teor ou similar:
"Fulano, cliente (e accionista) com a conta n.º ............ da empresa X do Millenium BCP, vem informar do iminente cancelamento da conta na V/ empresa, se for concretizada a tomada de poder do Grupo pela facção do socratismo socialista na próxima Assembleia Geral de 15 de Janeiro de 2008, com a qual não concorda."
As mensagens devem ainda ser dirigidas para BCP, Avenida Doutor Mário Soares (Tagus Park) Edf. 9 / Piso 1, 2744 - 005 Porto Salvo ou para provedoria.cliente@millenniumbcp.pt; e enviadas sempre com conhecimento ao presidente (Prof. Doutor Germano Marques da Silva - gms@fd.ucp.pt ) e vice-presidente da Assembleia Geral do banco (eng. Ângelo Ludgero Marques - cifial@cifial.pt) ou para investors@millenniumbcp.pt (que farão chegar as mensagens aos dois responsáveis da assembleia geral).
Os accionistas que não concordarem com esta tomada de poder pelo socratismo socialista do Millenium BCP poderão participar na Assembleia Geral de Accionistas de 15 de Janeiro de 2008, pelas 14 horas, no centro de congressos da Alfândega do Porto, na cidade do Porto, e de viva voz, reclamarem contra a proposta apresentada.
Embora de grande relevo, as participações qualificadas publicadas (Apresentação de Resultados do 3.º Trimestre de 2007 do Millennium BCP, p. 49) não abrangem a totalidade do capital do banco (no seu conjunto valem 63,17%) e de acordo com as notícias estes accionistas não estão todos de acordo com a manobra socretina. Os demais accionistas têm o direito de se pronunciar sobre o destino do grupo. Por isso, os accionistas, tal como os clientes, devem manifestar-se ou resignar-se.
publicado por TC às 20:33
Egoísmo, palavra forte, cheia de maldade, pelo menos este egoísmo de que vos quero falar. O egoísmo da administração BUSH, ou Norte-Americana, como queiram, é um egoísmo carregado de MALDADE e PERVERSIDADE, onde o controle sobre o "Ouro Negro" tudo justifica, o egoísmo humano, sobressai a olhos nus neste como noutros casos, ignorando uma certeza incontestável, A MORTE.

O Egoísta BUSH, e seus aliados, ignoram esta certeza, pois tudo fazem parecendo ela não existir, sempre tabu, mas com uma gana de ladrões, qual quadrilha mais bem formada, pois só os mais incautos a desconhecem. Mas também há egoísmos próprios. Qual é o ser humano que não é egoísta? Qual é o homem, ou mulher, que não sentem na sua vida um pouco de egoísmo? No trabalho, na vida familiar, na estrada, nas compras, no cinema, etc., etc. Quando pomos os nossos interesses em primeiro lugar em detrimento dos outros, estamos a ser EGOÍSTAS!

Há também, a MENTIRA, ilustrada ou não, propagandista ou não, absoluta ou não, mas sempre MENTIRA. Os governos mentem, para serem populistas, ou então para não serem contestadas a suas políticas, MENTIR dá imenso jeito. Principalmente, se da mentira sair apenas uma VERDADE, é que estamos LIXADOS. Mas a mentira, embora com perna curta, tem um alcance absoluto, no impacto sobre a opinião pública e nos média, também estes MENTIROSOS, e sensacionalistas de trazer por casa. Abertura de Telejornais com notícias MENTIROSAS, que mais tarde se traduzem em nada, em pura especulação, para atrair o espectador incauto e livrá-lo de outras atenções bem mais sérias e mais preocupantes.

Por fim, nesta Republica do Nada, onde os PSPSD, ganham em compadrio, ganham nas maroscas, ganham nos "JOB'S FOR THE BOY", com nomeações políticas e dúbias, em detrimento da competência, da isenção e seriedade. Somos um povo pacífico, um povo de brandos costumes, mas cramba, já me cansa tanta injustiça, tanta "FILHA DA PUTICE" junta, tanta ROUBALHEIRA, sempre aos mesmos. Por favor, roubem à vontade, mas roubem quem tem, não os desgraçados incautos, que tem votado em vós.

A mim, como ninguém me cala, falarei cada vez mais alto, até ser ouvido.
publicado por TC às 14:35
Nem tudo o que se passa na economia do País depende do Governo, mas é consensual de que o défice orçamental nas contas do Estado se deve a má gestão dos dinheiros públicos, à incompetência dos governantes. E desses erros acumulados resulta o aperto de cinto que temos vindo a sofrer. Quando digo «temos», refiro-me aos portugueses que no sector Público ou no privado vivem de salários controlados, que não esticam. Porque os outros, começando pelos políticos, não só não sofrem essas restrições como até se aproveitam delas para usufruírem de mais benefícios acumuláveis com os que já tinham.

O salário mínimo nacional (SMN) aumentou 5,7% do que ninguém discorda. Aceita-se que tal aumento não pode ser extensivo a todos os salários da função pública, que serve de referência para o sector privado, por tal não ser permitido pela capacidade de criar riqueza por parte do conjunto das forças produtivas. Houve da parte dos governantes o cuidado de desligar este aumento das outras despesas sociais, a que o seu valor servia de referencial.

Mas os mesmos governantes não se esqueceram, não se distraíram, de garantir os interesses dos partidos, mantendo o financiamento público dos partidos parlamentares amarrado ao SMN. Não se coloca a questão de os cidadãos deverem ajudar a financiar os partidos políticos, que são uma característica da instituição democrática. Porém, não é ético nem moral que os partidos se excluam do esforço dos cidadãos para o saneamento financeiro do Estado. Se aceitassem um aumento correspondente aos 2,1% do aumento dos salários públicos, em vez dos 5,7% (mais do dobro da inflação), a diferença não seria muito grande para o seu volume de negócios, pois, em vez de um aumento de 863 mil euros, em 2008 (com o SMN), receberiam 363 mil. Essa poupança de meio milhão de euros teria apenas valor simbólico nas despesas públicas, mas colheria altos dividendos em termos de cidadania. Teria grande efeito na opinião pública em relação ao conceito em que são inseridos os políticos como sugadores do dinheiro dos impostos.

Entretanto, os pensionistas reformados e os funcionários públicos que, há anos, não recebem aumentos e aqueles que têm visto o salário subir menos do que a inflação deparam-se com o sucessivo aumento do custo de vida e a consequente redução do poder de compra, como fica bem patente nos artigos de jornal a seguir linkados.

Alimentos e gasolina mais caros em 2008
Para que servem os bons exemplos
Subvenções aos partidos sobem dobro da inflação
Aumentos limitados à inflação para quase todos os reformados
Pão aumenta até 20% em 2008
Juros da casa a subir desde há dois anos
Viajar de Lisboa ao Porto custará mais 0,55 euros
publicado por TC às 10:26
28
Dez
07
Está prometida, para amanhã, a inauguração da centésima Unidade de Saúde Familiar (USF) no Centro de Saúde de Vila do Conde, pelo ministro da Saúde.

Certamente, irão ser pronunciados discursos muito belos e optimistas, dentro da estratégia de auto-elogio recentemente iniciada, autêntica propaganda balofa, como já é costume.

O Jornal de Notícias recorda que a meta das cem USF tinha sido inicialmente marcada para Dezembro de 2006 e já decorreu um ano, mas, quanto a isso, o ministro não irá apresentar desculpas aos cidadãos.

Com estas cem unidades já a funcionar, o Governo prevê ter reduzido de 750 mil para 525 mil o número de portugueses sem médico de família, isto é apenas uma redução de apenas 30%, menos de um terço, dos portugueses sem este fundamental apoio de saúde. Será este pequeno acréscimo, motivo de parabéns ao ministro? Será este atraso de um ano na concretização de um objectivo tão ridiculamente pequeno motivo de parabéns? Será esta inauguração, nestas condições, justificativa de discursos optimistas?
publicado por TC às 07:52
27
Dez
07


Meus caros amigos, e leitores, após uns largos dias sem PC, o que me dificultou bastante as minhas postagens e comentários nos locais que habitualmente frequento e escrevo, venho por este meio assim como que me desculpar pelo facto. Espero que todos tenham tido um excelente NATAL, e faço votos que todos tenham um Feliz ano de 2008. Está assim, explicada a minha ausência a comentários e a Postagens. Mas este ano que se apróxima será um ano de batalha, de esforço e de união entre os que lutam por um PORTUGAL melhor.

PARA TODOS VÓS, FIQUEM COM UM ABRAÇO DO BEEZZ, E FAÇAM O FAVOR DE SEREM FELIZES!!!
publicado por TC às 15:10
25
Dez
07

Segundo notícia do Diário Económico, Pequim decidiu fomentar o consumo nas áreas mais atrasadas do país, financiando parte da compra de 197 tipos de electrodomésticos para os cerca de 700 milhões de camponeses. Os electrodomésticos financiados, na primeira fase, contemplam televisores a cores e telefones móveis, mas está planeada a extensão a outros tipos.

É uma preocupação de reduzir as diferenças do nível de vida entre o litoral e o interior, tendo sempre como interesse permanente, o desenvolvimento geral do País cujo PIB tem subido a um ritmo exemplar que está a projectar a China para um lugar cimeiro como potência mundial.

A notícia nada tem de inesperado, dado o bom senso que ali tem existido para evitar a implosão que muitos esperavam a seguir ao que se passou na queda da União Soviética. Mas, constitui uma lição a seguir pelos obtusos estrategistas do nosso Governo que, em sentido oposto, têm fechado todos os apoios ao interior - encerramento de maternidades, de urgências, de centros de saúde, de escolas, de tribunais, de repartições de finanças, conservatórias, etc. – ao ponto de apenas ali viverem idosos sem qualquer apoio, à espera que chegue o termo da vida.

Por falta de condições de vida no local, os filhos foram aproveitar oportunidades em terras distantes e os pais raramente os acompanharam por não quererem abandonar a terra onde sempre viveram. Mas o Governo não os apoiou, nem criou condições para fixar os jovens, com vista a evitar o despovoamento e a desertificação do interior. Nem sequer tiveram a curiosidade de estudar as ideias do rei D. Sancho I o Povoador que teve um conceito mais realista da geografia do País. É desejável que olhem para os bons exemplos que chegam de fora.

O que se pretende é "dar mais benefícios aos camponeses e desviar uma maior fatia do orçamento de activos fixos para o do sector do consumo».
publicado por TC às 18:59
Natal, a época mais mortífera nas estradas de Portugal. Porquê? Assim sendo, é evidente que o melhor presente de Natal para todos os portugueses e famílias seria a garantia da segurança na utilização das estradas.

Porém, o procedimento de todos os partidos políticos e da máfia assassina que os compõe evidencia o contrário. Em lugar de providenciarem para que os acidentes jamais possam ter lugar, todos os partidos que têm ocupado os governos, sem excepção, têm procedido de modo a garantir o aumento do sangue na estrada, do número de mortes e também de inválidos. Nada foi feito para contrariar a tendência como nos outros países, os quais há mais de meio século providenciaram nesse sentido com os resultados amplamente conhecidos.

As medidas adoptadas são tão desajustadas por um lado, enquanto por outro encobrem os intintos de roubo e do cacete tão declaradamente que os seus autores só podem ser consideradas autênticas bestas maliciosas. O ensino de civismo foi há muito implantado nesses países e em especial o comportamento na condução, isto desde a mais tenra idade. O seu escamoteamento em Portugal não pode significar senão a malvadez assassina dos governantes.

Se todos os tribunais condenam crimes sem intenção, como compreender que tais crimes, perpetrados com perfeito conhecimento da causa dos acidentes possa passar impune num país em que por isso e por tantos outros casos semelhantes – como o da Casa Pia – os corruptos pretendem proclamar como um Estado de Direito. Pretendê-lo não pode ter outra justificação que a da impunidade na corrupção mafiosa e assassina.

Quanto às já aqui mencionadas armadilhas, ratoeiras e sinalização enganadora ou desadequada, de quem é a responsabilidade? Dos guardas do Jardim zoológico ou da seita de malvados e assassinos que desbarata, mata e rouba?

Idêntico em absoluto à falta de preparação à condução e ao comportamento civilizado, têm sido outras faltas cujos resultados não poderiam estar mais patentes. É o caso do ensinamento do que nos países mais avançados e mais ricos se chama de contabilidade doméstica, englobada na instrução primária. As pessoas aprendem a gerir o seu dinheiro e não se enterram em dívidas, muito menos descomunais, como os atrasados nacionais. Outro caso de resultados tão evidentes como os anteriores tem sido a completa falta de conhecimentos sobre a publicidade, também ensinada na instrução primária e que tem feito de Portugal o país em que nada se vende sem publicidade, todo o lixo se vende com ela e tornado a população como o maior bando de tolos que seguem tudo o que a publicidade lhes manda, comercial ou política. É mesmo um país de que os cidadãos devem orgulhar-se! Se é realmente assim tão bom como nos querem impingir, porque será que os filhos dos emigrantes fogem dele a sete pés? Já nem se fala do que os estrangeiros dizem longe das câmaras e dos microfones portugueses, enquanto a jornaleirada tece histórias para os burros dormirem de pé.
_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

Sobre o mesmo assunto:
publicado por TC às 02:41
24
Dez
07
publicado por TC às 23:20
Transcrição do Jornal de Notícias:

Notícias de Portugal
Por Manuel António Pina

Talvez a véspera de Natal justificasse uma crónica a tender para o adocicado e o banal, mas a banalidade no país do "choque tecnológico" é uma suinicultura ilegal em Alcácer do Sal (se calhar, nos cartazes turísticos, "Allcacer") com centenas de animais abandonados, morrendo à fome e à sede, cuja existência as autoridades conheciam há sete anos mas que nunca mandaram fechar porque, explica a veterinária municipal, "oficialmente nunca abriu".

Foi preciso um cidadão, alertado pelos gritos lancinantes dos animais em sofrimento, ter denunciado o caso à DGV para que a Câmara descobrisse "oficialmente" que a suinicultura existia, deparando-se, no local, com um inimaginável espectáculo de terror 50 porcos mortos e centena e meia de outros agonizantes alimentando-se dos cadáveres, em tal estado de depauperamento que tiveram que ser abatidos.

Enquanto a Lei 92/95, que proíbe a violência injustificada sobre animais, espera há 12 anos por regulamentação e os inspectores da ASAE andam pelas tascas a atacar empadas e pastéis de bacalhau, um suinicultor vivaço consegue, provavelmente a troco de umas costeletas, manter durante sete anos uma exploração ilegal e fazer negócio sem querer saber da lei nem da saúde pública.

É a "West Coast of Europe" no seu melhor.

NOTA: o respeito «religioso» pela burocracia constitui uma doença dos poderes autárquico e central e dos organismos deles dependentes. É a bengala de carreiristas, acomodados, resignados, conformados incompetentes, subservientes ou corruptos. Os problemas demoram a ser resolvidos. O desenvolvimento tarda. As boas decisões nunca chegam.
A veterinária disse tudo o que explica o fenómeno. Se a PJ também ignorasse a existência de crimes que «oficialmente não existem», a vida seria impossível!

publicado por TC às 16:39
23
Dez
07

A AFRICA DO SUL FICOU PRIVADA DE PARTICIPAR EM EVENTOS DESPORTISTAS POR QUESTÕES DE RACISMO DURANTE VARIOS ANOS.... ACHEI LINDAMENTE...

E ISTO?!
NÃO É PUNÍVEL?!...PACTUAMOS COM ESTA BARBARIE PORQUE RAZÃO ???
POR MEDO ?
POR SUBSERVIÊNCIA ECONÍMICA, POLÍTICA?!
QUE É ISTO?!!!!!!????
SÓ MESMO UM SER HUMANO É CAPAZ DE ESMAGAR A CABEÇA DE UM GATO POR DIVERSÃO...

NADA ME INTERESSA DO QUE VEM DO ABUSO ABSURDO COMETIDO CONTRA ANIMAIS, MÃO DE OBRA ESCRAVA, DISCRIMINAÇÃO CONTRA MULHERES, IMPOSIÇÃO DA REGRA DE ORDEM SOCIAL.
NÃO QUERO NADA NA MINHA VIDA QUE TENHA SIDO OBTIDO PELO USO E ABUSO DE PESSOAS E ANIMAIS.
O QUE VAI APARECER NAS FOTOS É CRUELDADE PURA E ABJECTA
Na China animais domésticos, como também vacas, galinhas e coelhos, são jogados vivos nos recintos dos leões e tigres em jardins zoológicos e servidos como alimento.
Funcionários do zoológico incentivam os convidados a comprar animais para oferecer aos predadores.
Este espetáculo macabro é visto por turistas que se deliciam com as cenas de horror, devidamente acomodados em ônibus próprio para este 'entretenimento'.
Junte-se ao BOICOTE MUNDIAL contra os jogos olímpicos de Pequim, turismo e produtos chineses.
Assine a petição:(copie e cole no navegador o endereço) http://www.thepetitionsite.com/takeaction/395884823

Na China os cães são caçados pela policia, imobilizados e abatidos de forma cruel em nome de um suposto controle de zoonoses.
Recentemente, uma epidemia de raiva se espalhou em algumas províncias da China.
O governo autorizou a matança em massa da população canina.
Animais foram mortos a pauladas ou enforcados na frente de seus donos.
Mais de 500 mil cães foram assassinados.
Nem mesmo aqueles animais que possuíam donos e estavam vacinados foram poupados.
Junte-se ao BOICOTE MUNDIAL contra os jogos olímpicos de Pequim, turismo e produtos chineses.
Assine a petição:(copie e cole no navegador o endereço) http://www.thepetitionsite.com/takeaction/395884823

QUE GENTE É ESTA MEU DEUS QUE SE DIVETE A MATAR PELO PRAZER DE MATAR...
QUE MUNDO É ESTE...
Este post foi copiado do SOL POENTE
publicado por TC às 23:32
20
Dez
07
A Comissão Europeia criou uma normativa (directiva 91/439/CE) para que seja possível a condução de motociclos até 125cc por possuidores de carta de categoria B (ligeiros).

A aplicação desta normativa traria vários benefícios:

- diminuição de consumos de combustível;

- diminuição dos níveis de poluição;

- diminuição dos problemas de transito;

- Menos dificuldade de estacionamento.

- Outro aspecto em termos de segurança, andarmos de mota torna-nos melhores condutores de carros.

- Menos carros na estrada significaria maior segurança para as motas (está provado que a maioria dos acidentes com motos são provocados pelos carros).

Portugal é dos poucos países da UE onde esta normativa está ainda por ser implementada.

A aplicação desta normativa traria um impacto grande ao nível da utilização das motas, particularmente das scooters no nosso país.

Ensaios lá fora

A Alemanha, que adoptou a medida em 1996, viu os seus níveis de mortalidade nas estradas serem reduzidos. Em 1995, a taxa de mortalidade neste país, a nível de motociclos, era cerca de 10% para 1 milhão de habitantes. Até 2001, o aumento da mortalidade foi de apenas 0.54%, números que revelam, não um agravamento significativo de mortes, mas sim, “um aumento exponencial de utilizadores de motos. Apurámos que as pessoas que começaram a utilizar a moto, eram condutores de automóveis”.

A Itália, país em que a circulação de motos é massiva, revelou-se um “caso paradigmático”: após a transposição da directiva 91/439/CE para o direito italiano, o crescimento da sinistralidade foi na ordem dos 3%. Valores reduzidos, que levaram as autarquias a promover a utilização das motos, cientes de que se não fosse tão elevado o número de utilizadores nas suas cidades, o fluxo de tráfego tornar-se-ia incomportável.

Em França, a adopção da directiva, trouxe consigo a apologia da utilização das motos, por parte das entidades oficiais. Por seu lado, em Inglaterra, a directiva veio permitir a utilização das motos sem o pagamento de portagem.

Os nossos vizinhos espanhóis decidiram pela adopção da directiva 91/439/CE, no passado ano de 2003. E fizeram-no, na óptica de João Lopes, “de forma interessante”. A resistência inicial à introdução da directiva na legislação espanhola, foi uma medida proteccionista: uma vez que a Espanha não possuía, nos seus fabricantes de motos, modelos que se encaixassem no âmbito da directiva, “o governo deu espaço para que a indústria espanhola desenvolvesse este tipo de veículos, para que, na altura em que fosse adoptada a directiva, fossem os próprios espanhóis a tirarem, desse facto, partido. O que, para os portugueses, acaba por ser uma lição”.

A scooter, mais do que qualquer outro tipo de moto, proporciona ao seu condutor uma agradável condução, circula a baixa velocidade não sendo tão prejudicial ao ambiente como os automóveis ou as motos de maior cilindrada. Além disso, é fácil de estacionar, cómoda e, uma vez que tem um consumo reduzido, a bolsa do utilizador não sofre tanto.

Vantagens da utilização de uma scooter:

• Utilidade do dia a dia
• Possibilita fáceis deslocações e manobras suaves
• Estacionamento garantido
• Simples de conduzir
• Segurança
• Aparência elegante
• A 4 tempos, sendo menos poluente
• Ligeiras, de peso reduzido
• De design simples, mas gracioso
• Preço mais acessível que as motos de alta cilindrada
• Ausência de mudanças
• Menos complexa de manusear do que outros modelos da mesma cilindrada (devido à ausência de mudanças)
• Os travões são manuais
• Boas performances
• Condução fácil e acessível
• Beleza e dinamismo
• Estrutura ligeira
• Simplicidade
• Baixos custos de manutenção
• Alta durabilidade
• Alto rendimento
• Conforto e fiabilidade

Para o vice-presidente da Federação Nacional de Motociclismo, António Manuel Francisco, Portugal só não adopta a directiva por “falta de coragem política”. “Os dirigentes políticos temem que a introdução de uma medida deste tipo provoque um aumento da sinistralidade. Contudo, esse acréscimo não se verificou nos Estados-membros que a adoptaram”, referiu. Segundo António Francisco, “70 por cento dos acidentes de moto ocorrem com a intervenção de um terceiro e, em 60 por cento dos casos, a culpa é do automobilista”. A possibilidade de conduzir um motociclo tornaria assim os automobilistas mais conscientes”, acrescentou António Francisco.

FIM DE BUROCRACIA
Para a Federação Nacional de Motociclismo questões burocráticas ligadas à necessidade de uma outra carta de condução para conduzir uma moto é a principal causa para que mais automobilistas não optem por comprar uma moto.

CINCO ANOS DE CARTA
Para a Federação Nacional de Motociclismo “um automobilista só deve circular com uma moto se tiver carta de condução há pelo menos cinco anos e se durante esse período não lhe tiver sido averbada uma contra-ordenação que indicie ser um perigo” na estrada.

ASSINEM A PETIÇÃO
Blogers: ajudem-me a divulgar esta petição. Pelo transito. Pela poluição. Pela economia. Pela segurança. MESMO QUE NÃO GOSTEM DE MOTOS!!!

publicado por TC às 23:44
447 votaram.
O resultado não engana!
48% querem políticos honestos!!!
PEÇO DESCULPA... mas não há.

publicado por TC às 22:34
17
Dez
07
Aqui vai o meu prémio para AQUELE que eu considero o pior blog onde já fui.
É um blog muito mediático.
Esse Blog usa os media para se promover.
Apesar de dizer que não, luta com todas as suas forças para ser o blog mais visto...
... mas não é!

ABRUPTO (sem link)

bbbbhhhhrbrbhrhahahbbrraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...
O Abrupto é o pior blog que já visitei. O P.P. põe lá umas merdas que ninguém quer ler e depois vai _____________ ________. (completem os espaços)
publicado por TC às 22:21
Executivos falam de uma directiva da DREN
"Numa tentativa infrutífera de conhecer os números de adesão à greve nas escolas de S. João da Madeira, o LABOR deparou-se com uma situação de “censura” às escolas, proibidas de revelar qualquer tipo de informação. “Não podemos dar essa informação porque recebemos uma directiva a proibir a passagem de informação à comunicação social”. A resposta foi a mesma em todas as escolas. Essa directiva terá sido alegadamente enviada pela DREN – Direcção Regional de Educação do Norte. O LABOR tentou até ao fecho desta edição contactar a entidade mas sem qualquer sucesso. No Ministério da Educação disseram desconhecer que tal documento existisse. A nossa redacção apurou, no entanto, que esta foi a primeira vez que tal situação aconteceu. " (Jornal LABOR)
publicado por TC às 20:29
O sistema! Esta República! As autoridades, este Estado! A justiça! Em todo o seu esplendor! Nem a chama do Divino Espírito Santo...
Julgados por alegadas burlas com fundos europeus
UGT: Torres Couto, João Proença e Oliveira e Costa absolvidos
aqui
Admiro-me que se admirem (e insurjam) com as "republiquetas"... com "os africanos" e os sul-americanos. Morales, Chavez, Lula, Renan e Calheiros agora, os Fujimori, os Videla, antes. Aprende a nadar, companheiro! - Sérgio Godinho
in Pleitos, Apostilas e Comentários
publicado por TC às 20:00
15
Dez
07

Nascido na então capital do Brasil numa rua que mais tarde receberia o nome de seu avô Ribeiro de Almeida, ministro do Supremo Tribunal Federal, passou sua juventude como um jovem carioca típico da época: boêmio, sem a menor preocupação com os rumos de sua vida. Concluiu o ensino secundário aos 21 anos, mesma idade com que casa com Annita Baldo, filha de imigrantes Italianos da província de Pádua, com quem teve somente uma filha, Anna Maria Niemeyer. Niemeyer tem cinco netos, treze bisnetos e quatro trinetos.

Após o casamento sente o peso da responsabilidade que havia assumido para si e decide trabalhar e continuar seus estudos. Começa a trabalhar na oficina tipográfica do pai e entra para a Escola Nacional de Belas Artes, de onde sai formado como engenheiro arquiteto em 1934. Na época passava por dificuldades financeiras, mas mesmo assim decidiu trabalhar sem remuneração no escritório de Lucio Costa e Carlos Leão. Ele se sentia insatisfeito com a arquitetura que via na rua e acreditava poder encontrar respostas a suas dúvidas de estudante com eles.

Em 1945, já um arquiteto com algum nome, filia-se ao PCB. Sempre foi um forte defensor de sua posição como stalinista. Durante alguns anos da ditadura militar do Brasil auto-exilou-se na França. Um ministro da Aeronáutica da época diria que "lugar de arquiteto comunista é em Moscou". Visitou a União Soviética, teve encontros com diversos líderes socialistas e foi amigo pessoal de alguns deles. Fidel Castro teria dito a respeito dele: "Niemeyer e eu somos os últimos comunistas deste planeta".


É destas pessoas que fazem falta, são estes valores que sempre o guiaram aos quais se manteve fiel todos estes anos, NIEMEYER, disse a uma jornalista que o entrevistou:
- Qual foi a sua maior obra, e o que mais o orgulha?
Ao que ele respondeu:
- Eu não fiz nada, sou um homem como outro qualquer, que quando me finar se esquecerão de mim como todos os outros...
É o COMUNISMO, com sentido, com obra e com valores aquele que eu defendo e defenderei.

PARABÉNS A VOCÊ, MESTRE NIEMEYER!!!
publicado por TC às 22:05
14
Dez
07
Desejo a todos os visitantes deste blog, a todos os bloguistas, a todos os internautas e, de um modo geral, a todo o Mundo, um
NATAL FELIZ,
com brancura e a luz da estrela que nos guie durante o próximo ano, em ambiente de paz, fraternidade e união de vontades para a construção de uma humanidade mais solidária e feliz.

Época em que devemos esquecer todo o mal, todos os ódios e rancores, e pensar apenas naquilo que de melhor a humanidade pode ter.

Um maravilhoso presente de Natal é nos dado pelo estado americano de NOVA JÉRSIA que aboliu a pena de morte, dando assim ao Mundo um óptimo exemplo de respeito pelos direitos humanos, a seguir por todos os homens de boa vontade.

Desejo que o espírito de Natal perdure nos espíritos de todos para sempre.
publicado por TC às 09:45
10
Dez
07

««À pergunta- “devia ser incompatível ser advogado e deputado?”- Marinho e Pinto larga uma bomba nuclear para o nosso sistema democrático de trinta anos:

Claro. Quem participa na administração da justiça não pode participar na feitura das leis. É um princípio sagrado. Quem faz as leis não pode ter clientes privados, pois há houve suspeitas de que se fizeram leis para clientes.”

Não é preciso ir mais longe na entrevista. Nem sequer citar, para aplaudir, a parte em que refere que o problema da magistratura, é que há alguns magistrados que têm “a sensação de poder sem limites e que coloca em causa o Estado de Direito, a República.”»»
in loja do queijo

««A eleição do Dr. Marinho Pinto pôs em pânico um certo tipo de advocacia: Os escritórios que vivem dos milhões de euros que o Estado, as Empresas Públicas, as Empresas dependentes do Estado lhes pagam.
O Dr. Marinho Pinto veio colocar o acento numa realidade que tem de ser alterada: A promiscuidade entre os Partidos do "Arco do Poder" - PSD/PS e CDS - e os negócios dos contratos, das avenças com sociedades de advogados, em que o Estado e outras entidades públicas, ou dominadas pelo Estado e pelos Partido referidos.»»
in José Maria Martins
COMENTÁRIO: não sou advogado. Mas votava neste Sr.
publicado por TC às 20:44
Michelle Brito venceu na Florida o Orange Bowl, prova que é considerada uma espécie de Campeonato do Mundo oficioso de júniores. A tenista portuguesa, de 14 anos, venceu a norte-americana Melanie Oudin na final de sub-18 com os parciais de 7-5 e 6-3.

Radicada nos Estados Unidos, Michelle Brito junta-se com esta vitória em Key Biscaine a uma ilustre lista de vencedores do Orange Bowl, que inclui, por exemplo, Roger Federer ou Justine Henin, os actuais líderes do «ranking» mundial.

A vitória assinalou ainda a despedida de Michelle Brito do circuito internacional de júniores, uma vez que no próximo ano a jovem tenista apostará no circuito WTA, entre as profissionais.


publicado por TC às 15:16

Fazer uma viagem no troço Porto-Amarante da A4 saindo em todas as portagens fica mais barato do que realizar o percurso de forma directa, noticia o Jornal de Notícias.

De acordo com a edição desta segunda-feira do diário, os automobilistas podem poupar 90 cêntimos, caso saiam e voltem a entrar na via, em relação aos 3,50 euros fixados para o percurso de 50 quilómetros sem paragens.

Esta diferença de custos deve-se ao facto de diferentes troços deste trajecto serem taxados de forma diversa. Segundo o JN, a fixação de preços está relacionada com o número de veículos que circulam em cada troço. Mais tráfego corresponde a tarifas mais baixas.

Isto explica que a ligação Amarante Castelões (7,7 quilómetros) custe 1,20 euros, o dobro, por exemplo, do troço Castelões-Penafiel (8,8 quilómetros).

RIDÍCULO!!!

publicado por TC às 14:33
09
Dez
07
Pela revista Sábado, ficámos a saber que a Euro-deputada Socialista, Edite Estrela (a da voz esganiçada) "arranjou" para o genro e enteado dois lugares como assessores em Bruxelas.

Agora são aos pares!!!

A sodomia do costume, ao povo, umas vezes a frio outras a quente, mas não dói, porque somos insensíveis aos "esquemas" e à roubalheira.

publicado por TC às 22:44
Recebi por e-mail, por pessoa devidamente identificada, e resolvi partilhar convosco, aqui fica:

FARMACÊUTICO DORME TRANQUILO

Muitas clientes de Carlos de Almeida não podiam pagar a vacina contra o cancro do Colo do Útero. Então, decidiu vendê-la sem lucro. Carlos Almeida, 47 anos, director técnico da Farmácia de Santa Catarina no Porto, desenvolveu um projecto filantrópico com repercussões vitais na saúde das mulheres portuguesas:
- Abdicou das margens de lucro das duas vacinas preventivas do cancro do colo do útero à venda no mercado, ficando as duas ao mesmo preço. "Não preciso ganhar dinheiro com este medicamento, porque vejo que há uma extensa série de pessoas que não a consegue comprar. E essa imagem é mesmo muito triste", explicou ao 24 Horas. Com a consciência atormentada, este João Semana das farmácias decidiu fazer alguma coisa. Vende as vacinas ao preço que as compra, possibilitando a mais gente o acesso a um eficaz meio de prevenção de uma das doenças mais mortífereas do sexo feminino. " Pensei fazer um desconto, mas ainda assim era cara. Não fiz acordo com laboratórios nem com ninguém quando decidi vender a preço de custo. Não tenho lucro, mas pelo menos durmo de consciência tranquila", diz. As duas vacinas custam 481 e 433 Euros e a Famácia Santa Catarina está a vendê-las a 390 Euros - ainda assim um preço alto para uma grande maioria de famílias, principalmente numerosas. Ciente das dificuldades, Carlos Almeida, lembrou-se de negociar com uma empresa de crédito, permitindo aos clientes comprar a vacina e pagá-la ao longo de um ano. " É mais um meio para adquirir o tratamento", justifica. E até quando a Farmácia Santa Catarina vai continuar com tão altruísta acção?" "Até a vacina ser incluída no plano de vacinação nacional ou até ser comparticipada pelo Governo. A prevenção não pode ser um previlégio", sublinha.

"A penalização por não participares na política, é acabares a ser governado
pelos teus inferiores".
Platão
publicado por TC às 17:50
De médico e de louco todos temos um pouco. Atrevo-me, por isso, a utilizar uma analogia entre as relações internacionais e a medicina. Um médico não se limita a fazer desaparecer os sintomas, que são considerados como avisos, sinais de que algo está mal, mas analisa-os com a intenção de chegar às suas causas, que é a essência do problema ao qual é necessário aplicar a terapêutica mais adequada para ser eficaz. Mas esse é o método de trabalho de quem teve uma formação específica profunda e demorada e que nunca deixa de estudar a fim de se manter actualizado, a par das mais modernas inovações da ciência e da técnica.

Com os políticos não se passa o mesmo, dada a ausência de preparação para as funções e a sua conhecida aversão ao estudo sério e consequente, de onde resultam demasiadas hesitações e erros que provocam avanços e recuos, com variados e pesados custos para o erário, que podiam e deviam ser evitados.

Hoje os jornais trazem notícias do Darfur, do Iraque, do Afeganistão e do Kosovo. São pontos do globo com crises graves que estão a utilizar forças militares em grande quantidade e cuja pacificação fica para muito além do horizonte não se vislumbrando uma data final da normalização. A impreparação dos políticos e a sua miopia acentuada, tem resultado na aplicação da força armada para combater os sintomas, sem terem capacidade de análise serena das causas, isto é da essência do verdadeiro problema, daquilo que está em jogo. O efeito obtido traduz-se em indescritíveis destruições de património material, histórico, arqueológico que faz falta à cultura da humanidade e, o que é mais criminoso, a mortes de imensas pessoas inocentes e inutilização de muitas outras cuja vida passa a ser apenas sofrimento e revolta.

Em vez da confrontação armada, teria sido mais avisado sentar à mesma mesa representantes das partes em conflito e levá-las a analisarem calmamente os interesses em jogo com vista a chegarem a um acordo que fosse aceite por todos. Dessa forma, os representantes dos povos abrangidos pela crise, actuariam democraticamente, através dos seus delegados, para a construção do melhor futuro possível para todos. Mas, a «comunidade internacional» ignorando o espírito democrático, assalta o País e impõe, de cima para baixo, pela força das armas, a solução que nenhuma das partes quer. E passam-se anos de morte e sofrimento sem nada se obter de melhor para os povos.

Para ilustrar estas palavras basta observar o que se tem passado e continua a passar-se em cada uma das regiões atrás citadas, mas tem de ser uma observação o mais possível imparcial, sem preconceito, sem dar previamente razão aos «bons» ou aos «maus», sem chamar rebelde e terrorista a qualquer das partes. Quantos países se formaram à custa de muita luta em que foram apelidados de terroristas? E dos terroristas e rebeldes de hoje quantos virão a ver coroadas de êxito as suas lutas que só existiram por não ter havido uma negociação serena das suas pretensões? Quem melhor do que a população local pode gerir os interesses do Darfur, ou do Kosovo, ou do Afeganistão? Será mais democrático, e mais eficaz a imposição da «ordem» por militares estranhos à região?

Não me refiro a uma ajuda às forças locais para elas poderem manter a ordem pública, em benefício de toda a população e não de apenas uma das partes em conflito, mas tendo por base o resultado de negociações directas entre os interesses em luta. Essa ajuda, esse reforço das forças locais, numa acção humanitária conduzida localmente, sem impor os interesses estranhos, será conveniente.

Parece utopia? Parece irrealista? Mas as lições da vida mostram ser conveniente que os objectivos estejam um pouco acima daquilo que é vulgar e normal. Só assim se avança para a inovação e criatividade e se cria desenvolvimento.
publicado por TC às 11:18

links

Ganha dinheiro na Net

L-Image-4_1-216x54

tags

todas as tags

blogs SAPO