...este é um espaço que revela alguns "pecados" do povo tuga. Os nossos políticos são do pior... e o povo manso releva...

tags

todas as tags

Pesquisa personalizada

06
Jan
08
Com 47 anos, divorciada e mãe de duas meninas, com 12 e 14 anos, a professora de Educação Visual e Tecnológica solicitou a redução da carga horária, mas nunca chegou a pedir a reforma por incapacidade porque a redução no salário não lhe permitiria sobreviver e sustentar a família. “Ela não tinha alternativa, com 60% do ordenado não conseguia viver, por isso, teve de se arrastar até à morte”, disse ao CM Paula Feliciano, também professora na Escola Básica 2/3 Ana de Castro Osório, em Mangualde, onde a vítima era docente há três anos.
Entre familiares, colegas e alunos, mais de uma centena de pessoas esteve ontem no último adeus à professora. “Ela é um exemplo de coragem pela forma como enfrentou a doença. É esse exemplo que fica para as filhas”, disse João Alves, presidente do conselho executivo da escola.
“É uma situação trágica. A legislação tem de ser alterada para o bem de todos. O trabalho dignifica as pessoas, mas a saúde também. E esta senhora merecia ter vivido os últimos dias em paz”, sublinhou o professor.
A docente pertencia a Midões (Coimbra), mas estava destacada em Mangualde porque tinha pedido aproximação à residência por motivos de saúde. Dava aulas a quatro turmas dos 5.º e 6.º anos. Esteve na escola pela última vez nas reuniões de avaliação de Natal, em Dezembro, e deveria regressar quinta-feira, dia em que morreu. Encontrava-se muito debilitada, sobretudo depois de uma operação onde lhe foram retirados dois terços de um pulmão.
Apesar de ter uma “grande força de vontade, havia dias em que metia dó”, disse Francisco Barata, professor de Educação Física e colega de Maria Cândida. “Ela fazia um grande sacrifício para dar aulas”, reforçou, acrescentando que também os alunos que acompanharam a fase terminal da doente se sentem “tristes e revoltados”: “Estão arrasados psicologicamente. É um grande choque para todos”.
Depois de uma missa de corpo presente na Igreja de S. Pedro, em Gouveia, o corpo de Maria Cândida foi sepultado no cemitério local.

ASSOCIAÇÃO QUER LEI ALTERADA
A Associação Sindical de Professores Pró-Ordem lamentou a morte de Maria Cândida Pereira e apelou ao Ministério da Educação para que altere a legislação por “uma questão de humanidade”. Em declarações à Lusa, Filipe Paulo, presidente da associação, considerou a lei “uma violência” e uma “desumanidade” para com os professores que têm doenças graves. O responsável lembrou ainda que “com a legislação anterior, mediante requerimento e prova médica, o Ministério autorizava a redução total ou parcial da componente lectiva”, o que permitia aos docentes dedicarem-se a tarefas mais leves, como estar na biblioteca da escola. Mas, segundo o dirigente, “com as alterações introduzidas, nem vale a pena fazer o pedido, porque não está prevista a redução da componente lectiva”. Afirmando que a Pró-Ordem está “revoltada com a legislação imposta”, Filipe Paulo apela ao Ministério da Educação que faça uma revisão da legislação em causa.
In Correio da Manhã
COMENTÁRIO: um abraço para a família, amigos, colegas e alunos. Que descance em paz.
Nada mudou neste novo ano!!!
Hugo Chavez Ditador?
Fidel Ditador?
Sócrates Democrático?
...
publicado por TC às 22:53
De Carlos a 7 de Janeiro de 2008 às 01:05
Aconselho-vos a ver o filme “zeitgeist” de Peter Joseph.
Este é o link, gratuito e também legendado em Português.

http://zeitgeistmovie.com/


Tradução: “zeitgeist” - Espírito do tempo

Zeitgeist foi realizado na esperança de inspirar o público a ver o mundo de uma
perspectiva mais crítica e retransmitir a compreensão de que muitas vezes as
coisas não são o que parecem ser. A verdadeira compreensão de eventos, tanto
históricos como contemporâneos, é crucial ao desenvolvimento da consciência e
espiritualidade humana. Zeitgeist expõe as falácias sociais que actualmente
afectam a humanidade, e analisa criticamente as convicções políticas, religiosas e
económicas comuns que muitos assumem ser as verdadeiras. (Festival de Cinema ARTIVIST)

Festival de Cinema ARTIVIST - 2 e 3 de Dezembro 2007 no Fórum Lisboa
“ZEITGEIST”
Melhor Filme – Espírito, Artivist Awards 2007
Director: Peter Joseph

links

Ganha dinheiro na Net

L-Image-4_1-216x54

tags

todas as tags

blogs SAPO