...este é um espaço que revela alguns "pecados" do povo tuga. Os nossos políticos são do pior... e o povo manso releva...

subscrever feeds
tags

todas as tags

Pesquisa personalizada

26
Fev
10
Qualidade de Vida Do Rendimento Minimo                                                                   

Nem mais!!!!!!!

Eu bem os vejo!!!
publicado por TC às 09:09
30
Abr
09
Escândalo!

Em consenso unânime, os partidos aprovaram hoje uma lei cuja única finalidade possível é a da fomentação e da protecção à corrupção política.

Numa conjuntura em que se impõem medidas económicas, as oligarquias partidárias – mais uma vez demonstrando que apenas governam para roubar a nação – aprovaram uma lei sobre o financiamento dos partidos, por unanimidade, que lhes permite encobrir os roubos por corrupção, aumentando 55 vezes o limite desse financiamento em dinheiro líquido. Tudo isto apenas sob o pretexto da necessidade de financiamento do PC na festa do Avante. Em princípio, a lei seria apenas no sentido de permitir a recolha de fundos em dinheiro na festa do Avante, embora com a definição de um limite, e deveria também diferenciar o montante das multas em função da dimensão do partido a que se refere. Os vigaristas mafiosos não perderam a ocasião para a transformar numa defesa da sua própria corrupção. Não restam dúvidas de que os partidos portugueses são associações de malfeitores que se apoiam mutuamente na defesa dos interesses ilícitos comuns.

Sobre o PS já conheciamos as peripécias sobre o assunto e as suas recusas em fazer algo significativo para diminuir a corrupção política. Agora, vê-se também e transparentemente a que ponto a Manela Leiteira nos mente e é vigarista. Nenhuma das pequenas medidas ou mezinhas que o governo tem aposto para fingir contrariar a corrupção tem escapado às críticas da miserável impostora que é a chiba, por insuficientes. De certo que têm sido até mais que insuficientes, mas ela revele-nos agora claramente o seu pensamento ao juntar-se aos outros corruptos para aprovar a lei que lhes permite roubar sem prestar contas, a lei que lava as mãos aos criminosos.

Todos os partidos têm feito um grande alarido contra a corrupção e agora prova-se que, tal como de costume, tem sido tudo banha da cobra barata para papalvos e o que pretendem é unicamente aumentar a corrupção que fingem reprovar paralelamente com a sua impunidade. É a maior afronta e o maior escândalo de todos os tempos, bem superior à arrogância e marketing do Sócrates ou da Leiteira sozinhos; Nem tem equivalente ou semelhança, pois que vem alargar o caminho da corrupção e da sua impunidade.

Num tempo recorde, a lei foi discutida combinada e aprovada por unanimidade pela cambada de deputados corruptos de todos os partidos, facto que atesta o grau e a expansão da corrupção política nacional.

Constata-se claramente como todas as alegações neste sentido expostas neste blog, assim como no do Leão Pelado, no blog da Mentira! ou no Site da Mentira! Apenas pecam por insuficientes.

Somos governados por criminosos de direito comum e de alto calibre.

Vamos continuar a votar nas associações de malfeitores constituídas em partidos políticos, nas oligarquias da máfia? Corramos com eles! Ponham-se-lhes rédeas bem curtas, obriguem-se a prestar contas aos que os elegem. Vote-se em branco, que nenhum dos partidos merece a mínima confiança. Votar num ou noutro é o que eles querem para se irem revezando na exploração: ora rouba uma oligarquia, ora rouba outra. Votar neles é aprová-los, a eles e ao sistema. O sistema tem que passar a impossibilitar a promulgação de leis que não obtenham a aprovação directa da população, num sistema de democracia directa.

Aguardemos agora para ver como o Cavaco se pronunciará, o principal autor da actual miséria nacional à excepção da parte causada pela crise mundial e que pretende chorara lágrimas de crocodilo.

Vejam-se os detalhes:
Público
Diário de Notícias
Sol
Notícias
publicado por TC às 16:19
31
Jan
09

Verdadeiramente escandaloso, por cá, em terras lusas, também existe, embora mais camuflada, e em menor escala, também devido, o escândalo, à dimensão do território, que na Madeira é muito mais significativo, pois a concentração de poderes mafiosos são em elevado grau “Per capita“.

Recebi, os seguintes dados via e-mail, de pessoa devidamente identificada.

Pode-se de certeza concluir que a ilha da Madeira encontra-se completamente minada..vejamos(vale a pena ler até ao fim).

Alberto João Jardim - Presidente do Governo Regional
Filha - Andreia Jardim - Chefe de gabinete do vice-presidente do Governo Regional

João Cunha e Silva - vice-presidente do governo Regional
Mulher - Filipa Cunha e Silva - é assessora na Secretaria Regional do Plano e Finanças

Maurício Pereira (filho de Carlos Pereira, presidente do Marítimo) assessor da assessora
Nuno Teixeira (filho de Gilberto Teixeira, ex. conselheiro da Secretaria Regional) é assessor do assessor da assessora

Brazão de Castro - Secretário regional dos Recursos Humanos
Filha 1 - Patrícia - Serviços de Segurança Social
Filha 2 - Raquel - Serviços de Turismo

Conceição Estudante - Secretária regional do Turismo e Transportes
Marido - Carlos Estudante - Presidente do Instituto de Gestão de Fundos Comunitários
Filha - Sara Relvas - Directora Regional da Formação Profissional

Francisco Fernandes - Secretário regional da Educação
Irmão - Sidónio Fernandes - Presidente do Conselho de administração do Instituto do Emprego
Mulher - Directora do pavilhão de Basket do qual o marido é dirigente

Jaime Ramos - Líder parlamentar do PSD/Madeira
Filho - Jaime Filipe Ramos - vice-presidente do pai

Vergílio Pereira - Ex. Presidente da C.M.Funchal
Filho - Bruno Pereira - vice-presidente da C.M.Funchal, depois de ter sido director-geral do Governo Regional.
Nora - Cláudia Pereira - Trabalha na ANAM empresa que gere os aeroportos da Madeira

Carlos Catanho José - Presidente do Instituto do Desporto da Região Autónoma da Madeira
Irmão - Leonardo Catanho - Director Regional de Informática (não sabia que havia este cargo)

Rui Adriano - Presidente do Conselho de administração da Sociedade de Desenvolvimento do Norte e antigo membro do Governo Regional
Filho - ???? - Director do Parque Temático da Madeira

João Dantas - Presidente da Assembleia Municipal do Funchal, administrador da Electricidade da Madeira e ex. presidente da C.M.Funchal
Filha - Patrícia - presidente do Centro de Empresas e Inovação da Madeira.
Genro (marido da Patrícia) - Raul Caíres - presidente da Madeira Tecnopólio (sabem o que isto é?)
Irmão - Luís Dantas - chefe de Gabinete de Alberto João Jardim
Filha de Luís Dantas - Cristina Dantas - Directora dos serviços Jurídicos da Electricidade da Madeira (em que o tio João Dantas é administrador)
João Freitas, marido de Cristina Dantas director da Loja do Cidadão

E a lista continua…….

Uma autêntica República das Bananas - (sem ofensa para as bananas!)

E depois ainda falam do Rubert Mugabe!

Só se for pela cor?!

Então e o senhor Silva (aquele que agora é Presidente da República) não diz nem faz nada?

Onde é que anda o rigor e sentido de Estado de que tanto fala ?!?!?!?!?!

Ah, já sei porque não interessa o que se passa na Madeira.

É que são todos militantes do PSD! E os cubanos (nós, os camelos) a pagar toda aquela corrupção e gestão danosa!

MAS A MIM NINGUÉM ME CALA

É preciso por o nome nos bois… Pois é tudo gente boa, a governarem-se à nossa custa, estes C*******

publicado por TC às 18:48
03
Jan
09
Todos nos devemos lembrar de algumas das vezes sem conta em que Paulo Portas não perde a oportunidade de, fiando-se na ignorância geral, faz discursos que se esforça por serem persuasivos, tentando impingir-nos a idiotice de que mais polícias na rua é uma necessidade por ser a medida correcta e adequada para prevenir o pequeno crime. Não o alto crime planeado dos corruptos, que escapa sempre a também corrupta justiça nacional com dois pesos e duas medidas.

Quem quer que seja que se tenha preocupado a investigar e conhecer o que se passa pelo mundo, nem precisa de ir muito longe para conhecer o que nesse âmbito se passa e tem passado em países europeus. Os exemplos não faltam, mas o PP sabendo que poucos se têm tomado esse conhecimento, atreve-se a mentir descaradamente. Com o mesmo descaramento com que engana os eleitores pelas feiras e praças, tentando convencer os mais pobres a votarem num partido da direita, ou seja, a que se prontifiquem a sacrificarem-se voluntariamente e engordar os mais ricos com as suas migalhas.

O que o PP nos encobre, por evidente conveniência, é a realidade nua e crua. Os países com maior paz social e menos crimes são precisamente aqueles onde existe maior justiça social. Quanto mais atenuada a diferença entre os mais ricos e os mais pobres, maior é a segurança e menos polícias se vêm na rua. O que ele também esconde é que o método de pôr mais polícias na rua é comparável a dar cacetada no pobre que rouba um pão por ter fome. Evidentemente, crime é sempre crime, mas reconhecer as suas causas é admitir a realidade, o que ele não faz. De certo que os que praticam crimes não nasceram criminosos; as circunstâncias, a pré disposição e as oportunidades a isso o levaram. Também aqui se pode aplicar o velho ditado de que a «ocasião faz o ladrão». Isto não pode o PP dizer, porque equivalia a confessar a existência do enorme desnível social que ele tanto se esforça por amplificar: tirar aos pobres para poder dar aos que têm mais. Reflectindo um pouco sobre as suas palavras cada vez que ele fala chegamos sempre a esta conclusão.

Entre o Natal e o Ano Novo veio o Procurador Geral da República anunciar-nos um previsível aumento do crime para o ano que agora se inicia. Baseou ele muito bem a sua previsão no mais que certo aumento da pobreza e da miséria no país. A sua explicação desmentiu assim, mais uma vez, os contínuos embustes do PP consequentes do seu eterno propósito de tirar aos que mais precisam para dar aos que mais têm, aliás dogma de base do seu partido.
publicado por TC às 01:29
29
Out
08

Empresários declaram guerra ao aumento do salário mínimo

A Associação Nacional das Pequenas e Médias Empresas ameaça instruir os seus associados a suspenderem as renovações de contratos a termo, caso o Governo de José Sócrates "insista" na actualização do salário mínimo.

O presidente da Associação Nacional de PME considera que o aumento do salário mínimo terá como consequência directa a expansão do número de beneficiários do subsídio de desemprego. A jusante, vaticina Augusto Morais, obrigará o Governo a elaborar um orçamento rectificativo.

"A Associação não se vai manifestar, mas vai determinar junto dos associados que não renovem os contratos, o que significa que o primeiro-ministro vai ter uma aumento do desemprego", afirmou o responsável.

"O aumento do desemprego vai levar os trabalhadores a recorrerem ao fundo de desemprego, obrigando o Governo a fazer um orçamento rectificativo", avisou.

Porra, o aumento já é só por si uma miséria que não dá para nada... Afinal que merda de país é este?

triatlo publicado aqui e em: "Beezz..." e "A voz do Povo"
publicado por TC às 22:19
11
Jul
08
O Sr. mente, mente, mente...
Com muita pompa e forrobodó da propaganda o nosso 1º veio mostrar um acordo com a Nissan para a produção em Portugal de Veículos Eléctricos (EV). Eu até estava a achar interessante a ideia pois já era sem tempo de se optar por um transporte que já circula em muitas estradas da Europa à uns anos.

MAS.....

Depois "acordei" para a realidade ao ouvir o aldrabão. ELE disse que "está a estudar a forma de que os VE venham a pagar apenas cerca de 30% do IA dos restantes veículos..."

MAS.....

Na legislação em vigor os EV (veículos eléctricos pros burros que ainda acreditam nesta merda de governo) pagam ZERO de imposto automóvel!!!!!!

ZERO!!!!

Esta é a forma de criar um imposto de 30% e fazer propaganda de que se vai retirar 70% de algo que não existe. Pensem comigo: 70% de 0 é Zero. É este o desconto para os EVs.

Então eu traduzo as palavras do Pinóquio: "estou a estudar a forma de criar um novo imposto pois se esta merda for para frente tou f*****.... vou perder o meu tacho.... a GALP não vai gostar nada.... mas compensa com a EDP.... e depois crio um sistema de troca de baterias com aluguer à GALP.... é isso.... isto é bom negócio....."


Agora umas perguntas que vi num local que realmente se interessa pelos EV:
1. O que é que foi assinado exactamente (memorando???) Qual foi exactamente o compromisso? E prazos?
2. Que frota é que a Nissan vai apresentar? Micras e Clio VE ou aqueles de três lugares? São veículos urbanos ou mais generalistas? De onde saiu a tal autonomia de 200km? Existem mais especificações, nem que seja como objectivos a atingir?
3. Como é que funciona este tratamento das baterias como se fossem bilhas de gás?? É este o sistema que propuseram aos israelitas ou é um acordo daqui para incluir Galps e afins? Fará sentido restringir outras companhias a este formato para combater as críticas de autonomia?

4. Esta infraestrutura publica de carregamento seria gratuita ou paga? Aparentemente na Dinamarca e em Londres planeiam que seja gratuita até os VE's serem 15% da frota total.

Actualização do post:
Hoje dia 11 já há algumas notícias referentes a este facto. A QUERCUS já disse que o Pinóquio mente. No JN e no Público.
publicado por TC às 00:26
06
Jul
08
Presidente da TAP
Ordenado quadriplicou em 5 anos
Por Sónia Trigueirão

Fernando Pinto passou de 190 mil para 1,2 milhões de euros de vencimento anual.

O Conselho de Administração Executivo da TAP custa à empresa quase quatro milhões de euros por ano (...)
Notícia do SOL Online - Aqui!!!


publicado por TC às 23:14
16
Jun
08
8
Se a moda pega!
Juro!... sob minha palavra de honra que li e depois voltei a ler. Fiquei-me por aí e à tarde, fui ler novamente. E afinal não estava a fazer nenhum erro por simpatia. Estava a ler bem!
«Até agora, EDP tinha de assumir a totalidade dos custos com as dívidas incobráveis. A situação vai mudar a partir de 2009. Os consumidores vão partilhar este risco com a eléctrica. Em causa estão valores entre 0,2% a 0,3% da facturação total. Em 2007, foram 12,5 milhões de euros. Os custos com as dívidas incobráveis da electricidade vão passar a ser pagos por todos os consumidores. Em 2009, a EDP vai partilhar os custos com consumidores». Trata o DN (Diário do Governo) de nos sossegar. Diz-nos o DN que só são «o acréscimo na factura anual seria pouco superior a 1 euro (1,13 euros)»
Para o caso tanto faz. Tanto dá que “só” sejam 1,13 euros por ano como serem 13 euros por mês. Não é a quantia que tem de se questionar. São 1,13 euros por ano porque foram 12 milhões de incobráveis. E se fossem 120 milhões de incobráveis?! O que se questiona é o assalto. Isto é mais um assalto! ROUBO! Se a moda pega!...
Tenho muitas dúvidas, muitas sobre a legalidade. Baseado em que ditâmes, em que princípios, é que a ERSE (ou mesmo o governo) pode fazer repercutir em terceiros, dívidas d´outrém? em que é que se baseia um governo para se arrogar a fazer-me pagar, um cêntimo que seja, do que um concidadão meu de Caminha ou de Valença utilizou e não pagou? Como?! E se as câmaras municipais resolvem fazer o mesmo na distribuição da água?! e, já agora, se as companhias distribuidoras de gás ao domicílio ...?! e os bancos? Já agora as seguradoras também. Dizem-nos que a nossa realidade é a de um mercado livre, aberto, de livre concorrência!... isto é uma pouca vergonha!
Será que não se arranja maneira de nos juntarmos e reverter esta situação de alto a baixo, começando por enviar esta “corja” para um “desterro” voluntário lá para a Ilha do Diabo...onde esteve a “estagiar” PapillonHenri Charrière.
tags:
publicado por TC às 12:17
12
Jun
08

No debate quinzenal na Assembleia da Republica, o nosso “pinóquio”, como sempre, fugiu ás questões fulcrais postas pela oposição. Não costumo ouvir estes debates, mas hoje derivado ao cerne da questão (Os combustíveis), fiz um esforço e lá consegui ouvir na integra, enquanto conduzia a minha viatura de serviço, pois a mim afecta-me prejudicialmente estes sucessivos aumentos, e aos demais portugueses, ouvi então a emissão em directo na Antena 1.

O PCP, através do Bernadino Soares, interpelou o Sr. Primeiro Ministro sobre o imposto a ser criado (ideia do PCP) para tributar a especulação das petrolíferas, que compram o petróleo a um preço e fazem incidir 2 meses depois os preços do mercado para se basearem no preço final, obtendo daí com especulação dividendos astronómicos, que neste 1º trimestre foi de 69 milhões de Euros, face ao período homólogo do ano anterior representa um aumento de 220% de lucros a mais, e como sempre o Escroque do Pinóquio, disfarçou a conversa para o lado que mais lhe agradou, acusando o PCP de falta de ética.

Também Os Verdes, colocaram esta questão, fintada pelo Pinóquio, e não respondendo, acusando de insultuosa as insinuações de que o “pinóquio” havia dito, que o falhanço do referendo ao Tratado de Bilderberg, conhecido como Tratado de Lisboa, seria “Mau” para a sua carreira Política.

Não respondendo a estas questões, e milindrando-se com o referendo legítimo de uma Democracia Europeia, que ainda não se sabe como irá acabar, seria bom o chumbo deste Tratado, o Pinóquio, quer é saber qual vai ser o tacho que vai lamber depois de sair daqui na UE, e por isso, por saber que chumbava aqui em Portugal o Tratado, não o submeteu, como fez a Irlanda a referendo, estando-se assim a borrifar para nós e para Portugal.

Este escroque, como digo, deu umas migalhitas aos transportadores, e poderia ter dado a todos os Portugueses muito mais, bastava que aceita-se a proposta da Esquerda, em tributar as mais valias especulativas, mas isso acarretava a que mais nenhum membro do governo arranja-se tachos e cunhas para familiares e afins, e até para eles próprios nos próximos anos.

ESCROQUES, SOMOS GOVERNADOS POR ESCROQUES…
publicado por TC às 18:11

links

Ganha dinheiro na Net

L-Image-4_1-216x54

tags

todas as tags

blogs SAPO