...este é um espaço que revela alguns "pecados" do povo tuga. Os nossos políticos são do pior... e o povo manso releva...

Posts mais comentados
tags

todas as tags

Pesquisa personalizada

21
Out
09
Para relaxar neste novo ano lectivo...

publicado por TC às 15:59
23
Nov
08
Lá me desculparão a impertinência, mas esqueci-me, no meio desta balbúrdia toda, que o núcleo inicial do "The Braganza Mothers" tinha começado a sua actividade, AQUI, em Novembro de 2005, contra a candidatura do Aníbal.
3 anos depois, viu-se que tínhamos razão.
A única coisa que em Portugal está de pedra e cal são os escândalos e a corrupção e... ah, sim, Lurdes Rodrigues, esse espantalho que se presta a todos os enxovalhos, e parece que ainda ninguém percebeu por quê.
Como prometi, a nota será breve, até porque já todos terão verificado que, sempre que se atira uma bola à boneca de trapos, imediatamente emerge um Augusto Santos Silva, um Sócrates, um imbecil qualquer, para a defender.
O último, por acaso, veio trazer alguma luz, às "orchestral manouvers in the dark" que, por detrás dela se ocultam. Aquele crápula, incompetente, do Politécnico da Covilhã e das faltas injusticadas de Penamacor, sonha, e é um sonho partilhado por muitas mentes minúsculas do Crime Organizado que nos governa, e já deve ter sido escrito em N lugares, mas eu volto a repeti-lo, é transformar os Professores, do Ministério da Educação, em "Formadores", do Ministério do Trabalho, Escravos preparadores de novos escravos, com recibos verdes, a 5 € à hora. De certo modo é o "Brave New World", onde as habilitações mais elevadas acabarão nuns semestes de mão-beijada, eventualmente dados por ilustres licenciados da Independente, como Armando Vara, ou Doutorados da Lusófona, como Vasco Franco.
Não corram com ela, não.
Será uma agradável nova Idade Média, para si e para todos.
(P.S. - Desculpem-me não escrever mais, mas estou com os auscultadores a ouvir "La Cetra", op. 9, de Vivaldi, para evitar olhar para o espelho e desatar a chorar, à minha pala e de mais 10 000 000 de condenados...)


(Pentagrama vivaldiano, no "</span>Arrebenta-SOL", no "A Sinistra Ministra", no "Democracia em Portugal", no "KLANDESTINO", e em "The Braganza Mothers")

publicado por TC às 01:51
20
Nov
08
Imagem topo de gama do KAOS
Basta olhar para a imagem para perceber que era demasiado boa para não me inspirar. Do meu ponto de vista, só peca por um pequeno defeito: a nossa realidade é, hoje, ainda mais chocante, e bem pior.
Vamos por partes, como fazia o Jack, às moças que estripava:
Comecemos por Dias Loureiro. Tenho Dias Loureiro no mesmo patamar de execração de Proença de Carvalho, embora em baço, para usar uma sinestesia, e os baços, os pardos, os sonsos, como toda a gente sabe, são os piores. Este é, objectivamente, o juízo da mesa de café. O institucional, substancialmente mais grave, é que essa... coisa tem assento no Conselho de Estado, que é uma espécie de mini-Senado que o Presidente da República, quando existe -- o que não é o caso presente, em 2008 -- consulta, para tomar decisões dramáticas, como foi o caso do Golpe de Estado dado por Jorge Sampaio, contra a coligação PSD/CDS. Ora acontece que eu acho que o Sr. Loureiro devia estar na cadeia, e não em posição de poder aconselhar um homem fraco, cobarde e enfermo, como Aníbal, sobre qualquer golpe de rins político que lhe possa passar pela testa.
Podem perguntar-me o que sustenta Dias Loureiro, e só me vêm à cabeça andaimes sinistros, como os que mantêm Pinto da Costa, embora esse seja mantido por instituições que nos são mais familiares, como as Mafias Italiana, Russa e Turca, gente séria, portanto.
A deriva vai agora para a primeira novidade da noite, porque há uns passarinhos que me trazem, de quando em vez, umas novidades e rumores, que tenho o maior prazer em compartilhar, nesta hora tardia, convosco. Essa novidade é que -- e aqui vai um grande abraço para o Xatoo, uma das pessoas com informação superlativa, na Blogosfera, que, numa célebre noite de Novembro de 2005, me forneceu, por email, as conexões entre o suporte eleitoral de Cavaco Silva e a Opus Dei. Esse email valeu-me a limpeza radical de um computador, uma invasão de telemóvel, e o varrimento de um PDA e destruição de um Ipod, a 6000 Kms desta chafarica. Mal eu sabia que era a ponta do icebergue.
Muito se tem escrito sobre o BPN e as suas estranhas conexões. O que me chegou hoje, e investigue quem quiser, é que essa nobre instituição injectou milhões, para que o "lobby" cavaquista conseguisse colocar na Presidência da República aquela pungente assombração que por lá agora se arrasta. Dando um dos meus saltos, nós, Portugueses, estamos a pagar, com os nossos impostos, a campanha eleitoral de um manequim da rua dos fanqueiros, completamente obsoleto, humana, ideológica e politicamente.
Tomem e embrulhem, como diz a ralé.
A segunda novidade é um tal de BPP, Banco Privado Português, onde umas modestas 3000 famílias depositavam as suas "economias", e que vai agora avançar para a muleta financeira do Estado, que nós vamos pagar, ou seja, não havia dinheiro para as reformas das velhinhas, a Segurança Social ia falir, as urgências e maternidades fechavam, as auxiliares de 400 € por mês eram congeladas, mas, "suddenly last October", apareceu um fundo de maneio para impedir que as "economias" de 3000... desculpem-me a expressão, CABRÕES, fossem pelo ralo adentro. Ao ouvir o cavalheiro que geria essa porcaria, e que se dava com gente simples, honesta e de respeito -- ouvi, por alto, Berardo, Jardim Gonçalves e Sousa Cintra (o ex-amante do Conde Caria) -- a dizer que ia escrever um livro, só me lembrei do poema "TÃO", do outro gajo, do BCP, e fiquei tão cheio de vontade de agarrar numa metralhadora e desfazer a televisão que só tive pena de não ser um No Name Boy. Infelizmente, sou um público With Name Man, mas a vontade cá fica, bem forte e contida.
Nesta escalada do País das Maravilhas, à beira de uma coisa má que vai acontecer, mais dia, menos dia, entramos no tema preferido dos nossos quotidianos, a Educação, não no sentido clássico do termo, mas no sentido de "hoolliganismo" de que o termo hoje se revestiu. As sms entre alunos tornaram-se frenéticas, e todas apontam, sempre, no sentido de uma espécie de forma de GPS, a tentar informar onde, quando e por onde a Sinista Ministra e os seus sicaios vão viajar, ou estar, para os fazerem passar por sucessivos actos de humilhação e violência.
Tudo isto é insustentável, e tudo isto aponta para um intervenção, que, se não vier do Palácio da Bandeira de Croché -- senhores radicais, quando saltam a barreira e apeiam, simbolicamente, aquele vexame da Nação?... -- terá, inevitavelmente, de vir de qualquer lado.
A novidade, hoje, parece que era um email-isco, das DREs, a pedir, informaticamente, que se preenchessem grelhas de objectivos. Conheço gente que respondeu, laconicamente, com "FALECIDO", "JÁ NÃO MORA CÁ", ou "DEITAR ABAIXO, ATÉ DEZEMBRO, O ESCÂNDALO QUE OCUPA A 5 DE OUTUBRO".
Valentes exemplos.
As melhores, todavia, estão para vir: neste frenesi de sms e emails, que não repercute só o mal-estar de milhões de Professores, Alunos e Encarregados de Educação, que têm as costas quentíssimas, mas pelo apoio generalizado da Função Pública -- 700 000 -- diz-se, que estão a ver no que isto dá, para avançarem em outras frentes, mais os Médicos, que também serão "avaliados" (!), a Magistratura e as Forças Armadas, garante da Democracia, que estamos a ver por um canudo, ah... sim, dizia eu... no meio deste frenesi de sms e emails, chegou qualquer coisa de extraordinário, que se terá de confirmar, e que é o Currículo da Incompetente da Educação, publicado por Ilídio Trindade: "a Drª Maria de Lurdes tirou o antigo 5º (actual 9º) ano e ingressou no Magistério Primário (naquele tempo eram dois anos de curso). Deu aulas na Primária até se inscrever no ISCTE (com o 5º ano + 2 anos de Magistério Primário! ). Ao fim de 5 (CINCO) anos de estudos em curso nocturno, saiu com um DOUTORAMENTO que lhe permitiu dar aulas(?!) no ISCTE, por acaso onde o sr. engenheiro fez após-graduação (mestrado?) a seguir à 'licenciatura' da Universidade Independente."
Tal como o Carrilho, nunca foi avaliada em coisa nenhuma, excepto na sua fidelidade canina ao ISCTE, comumente conotado com os "Ballets Bleux", da Pedofilia, e já que falámos do tema da Pedofilia, igualmente me chegou hoje um pequeno pormenor, "la petite histoire", que nos demonstra, dia atrás de dia, que a Realidade não é bem o que nos querem fazer engolir, e está no nível dos piores pesadelos.
Aproveito para dar os parabéns à SIC, que, desde que o Patrão de Bilderberg começou a obrigar os jornalitas a rescindir contratos, voltou a ser um Órgão de Informação correcto e militante. Brevemente, estarão todos no 5º Canal de Televisão, da Zon, a servir o Sr. Rangel, mas isso é um episódio próximo desta degradante telenovela. Foi a SIC que hoje nos mostrou os Sindicalistas a abandonar a reunião de 2 minutos com a Ogreza da 5 de Outubro, os alunos a insultarem-na generalizadamente, a CGTP a ser impedida de entrar nos CTT -- um dos maiores coios de mafiosos de que há memória neste país -- e onde está tudo o que é filho da Corja Política (até a minha prima, imagine-se...), e o tal gajo do BPP, que depois de ter gerido mal as fortunas, vai escrever um livro (!)
Uma das coisas mais saudáveis que Portugal tem é a facilidade com que se escrevem livros. Deve ser uma espécie de "Rio das Flores" do Colapso Financeiro...
Falávamos da SIC. Já roçou o sublime e a sabujice. Lembro-me da prisão de Paulo Pedroso, por mão própria do destravado Rui Teixeira. Deixo-vos mais uma pequena história, para vos fazer insónias. Lembram-se da anedota do pobre do Guterres que não sabia fazer contas?..., pois não sabia: acabara de sair do Hospital de Coimbra, com a certeza quase certa de que iria ficar sem a mulher. Experimentem fazer um discurso sereno, numa situação dessas...
Foram intoxicados até à medula com a versão de que a prisão do Pedroso, coitadinho, que também acha que a Avaliação Docente é para levar até ao fim... talvez sim, mas com a moeda de troca de levarem, também, o "Casa Pia" até... ao fim.
Aceita a aposta, Sr. Pedroso?...
Pois olhe, vou aqui também revelar aquilo que o Sr. até sabe, mas a maioria das pessoas deste país desconhece: Rui Teixeira foi ao Parlamento -- lembra-se desse dia de glória?... -- com o pretexto de o buscar, mas para esconder, mediaticamente, o que realmente lá ia fazer: interrogar, em gabinete privado, uma figura bem mais grada do que a sua cara de nádega, e da Direita Portuguesa.
Essa é a novidade com que vos deixo hoje, para que as vossas insónias ainda mais se agravem.
Investiguem, até onde quiserem.
Temos de ser uns para os outros, não é?...
Boa Noite.

(Pentagrama degradado, no "Arrebenta-SOL", no "A Sinistra Ministra", no "Democracia em Portugal", no "KLANDESTINO", e em "The Braganza Mothers")
publicado por TC às 02:47
23
Set
08
Imagem do KAOS
É público que adoro Lurdes Rodrigues e o seu explicando, José Sócrates.
Já escrevi quilómetros de coisas contra a mulher, algumas delas que já deram a volta ao Mundo, ao ponto de me as reenviarem por email, como se não tivesse sido eu o autor... Hoje, pelo contrário, venho dizer bem dela, por uma razão simples: porque sou um romântico incurável, e num momento grave, como o que atravessamos, comoveu-me ver o "Engenheiro", cujos gritos já não impressionam ninguém, e só levam as vizinhas de baixo a bater com a vassoura no tecto, sempre que ele entra em hipoglicemia política... comoveu-me vê-lo de mão dada com Lurdes Rodrigues, sinal de que já nem em Paulo Pedroso confia, apesar de o Estado ir fazer nele um valente esforço de reequipamento de 100 000 €, como se qualquer má reputação se pudesse comprar com cosméticas financeiras...
Gosto de mulheres assim, que surgem nos momentos difíceis da vida de um homem, lhe dão a mão e se sujeitam a aparecer em público com ele, mostrando que, no fundo de cada coração feminino, há sempre uma discreta Penélope, à espera do seu Ulisses.
Maria de Lurdes Rodrigues, dizem os que com ela privam, é uma mulher dócil, tão capaz de ter em casa um marido, corcovado, como 50 gatos, daqueles que empestam uma escada, e estão aluados o ano inteiro.
Como não conheço o marido, optei, nesta ficção, pelos 50 gatos.
Há um ditado que reza que, com os anos, todos os donos se começam a assemelhar com os seus animais, e vice-versa. Presentemente, Lurdes Rodrigues, vítima de uma gravíssima explosão ocorrida há uns quantos meses, em que foi dada como morta, perante 100 000 testemunhas, é a prova viva de que a Medicina da Comunicação tudo pode, e o esforço de plásticas atrás de plásticas, conseguiu que ela recuperasse um pouco daquela figura imponente, sedutora e magnética, que nos levava para diante das televisões, como se as "Twin Towers" estivessem para vir abaixo outra vez.
A verdade é que ressuscitou e anda aluada, como os seus 50 gatos.
Aliás, anda aluada ela e o gajo que costumam tratar por "Engenheiro": não se fala senão de "Sucesso", na Educação, e consta por aí que já há qualquer coisa a "rolar" entre eles... Também era tempo, e não se espantem, se, lá mais para o Outono, ele aparecer de "balão", como a vitelinha da Sarah Palin, nova prova de coragem de ambos, já que, como Ferreira Leite anunciou, "urbi et orbi", o casamento é mesmo para procriar.
Adorava ver o Sócrates a fazer o papel da saloia prenhuda, de chancas, e com a cinta de ligas a aparecer por baixo, depois de inseminado pela sua bela Vaca Charolesa...
Suponho que a criança venha a ter necessidades educativas especiais, mas isso, hoje em dia, é irrelevante, já que funciona tudo ao molho e fé em deus, e logo veremos, quando o momento chegar.
No entanto, não é nada disso que aqui me traz: venho só dizer que AMO o amor que une ambos em público, e que revela que, finalmente, o sebastiânico sonho do Eng. Guterres, a "Paixão da Educação", vai, com 13 anos de atraso, arrancar.
Irá haver milhões para escolas "high-tech", com os professores a cair da tripeça e uma população que continua no nível cultural e intelectual da "Liga dos Últimos", mas isso é totalmente irrelevante, já que, dentro de meia dúzia de anos, talvez menos, tudo será computadores e quadros interactivos, e todos os alunos do 9º Ano irão ter aprovação, quer seja com o abaixamento da fasquia dos exames, quer seja nas Novas Oportunidades, quer seja por terem passado a integrar o contingente dos "Maiores de 23". Em último caso, se a coisa não funcionar mesmo, faz-se um "franchising" com a (extinta) Universidade "Independente", e a coisa passa à pressão, e "cum laude", ou compram-se os árbitros.
Sinceramente, gosto desta espécie de Presidência Aberta que a Lurdes e o Zé andam a fazer pelo País governado pelo Primeiro Comando de Portugal: para mim, que não sou religioso, assemelha-se à Via Crucis do Senhor Santo Cristo, com todas as etapas e apeadeiros da sua errância escatológica, com a pequena diferença de que, no final, os crucificados não serão eles, mas... todos nós.
Com a Educação não se brinca, e nós perdemos qualquer dos comboios possíveis, excepto o da cosmética, que vai em marcha acelerada contra um paredão que todos nós já conhecemos, uma célebre muralha impenetrável, chamada Cauda da Europa.
Nem tudo, no entanto, podem ser rosas, e eu ando numa fase de voltar a provocar os meus leitores, que andam demasiado anestesiados com uma realidade que já se lhes tornou insuportável, e aqui venho eu, com um final para me comerem vivo: ao contrário da maioria dos docentes deste país, não considero Lurdes Rudrigues uma mulher mal informada. Pelo contrário, acho que é das pessoas com maior quantidade de informação sobre a "Coisa" Educativa, uma espécie de lamaçal, que, se tivessem de lhe analisar a "Caixa Negra", como fazem com os acidentes de aviação, iam levar 5 séculos a descodificar toda a trampa que se enredou lá dentro...
O mal de Lurdes Rodrigues não é saber pouco, é saber demasiado, e conhecer até ao tutano certas coisas que as pessoas em causa odeiam que se saibam. Não é nisso que peca, é no mau uso que faz da informação excessiva que lhe forneceram.
Ontem, se não me engano, e a provar isto, veio enfiar aquela mãozinha sapuda dela, de quem lavou muitas escadas com sabão amarelo, numa das feridas mais bem guardadas do Sistema, o flagelo das "Explicações", e de como muito boa gente, aproveitando-se da menor mancha que a leccionação lhes ocupa na vida, adora ter os horários arrumadinhos, de manhã, para ficar "despachadinho/a", e depois ir para casa, enfardar meninos e meninas a quem tornou a vida num inferno, na sala de aula, ou a cumprir a tarefa de treinador/a para os exames, coisa que rende fortunas, com muita da gente que torna os exames enigmáticos e intransponíveis, a ser a mesma, que, a soldo de ouro, depois oleia as engrenagens dos pobres diabos que a eles se têm de submeter. Matemática, Física e coisas congéneres, então, parece que são a galinha dos ovos de ouro. Oficiosamente, há empresas que se dedicam a esse tráfico do Intelecto; particularmente, muitas mesas redondas, com naperon de renda por cima, encobrem uma autêntica economia paralela, que foge ao Fisco, saqueia os Pais, torna explicativo-dependentes os Filhos, e arruina a seriedade do Sistema Público de Ensino, já que o carrasco da aula é, depois, o enfermeiro que, muito solícito, vai a casa.
O paralelo com isto só tem igual nos médicos que, a soldo do Estado, escolhem os melhores doentes, para depois os espremerem nas suas clínicas e consultórios privados, ou noutras tantas outras coisas, que vocês conhecem tão bem como eu, e assim foram tornando este País num angustiante estertor do Terceiro Mundo...
Para que não se sintam desconfortáveis, já que este é um texto notoriamente de provocação, fica-vos o consolo dos aflitos: não fosse a mão dócil da querida Milú, e não se sabe como o seu "explicando" Sócrates teria chegado ao "Diploma" e ao "MBA".
Sabe-se lá com o que terá pago a "explicação": a meu ver, foi com uma Pasta Ministerial, eventualmente a da Educação, mas eu sou uma má-língua, não sou?... Sim, escusam de responder, eu sei que sou: eu sou um genuíno fruto do Sistema de Ensino Português, oh, oh, se sou...
(Pentágono esotérico, no "Arrebenta-SOL", no "A Sinistra Ministra", no "Democracia em Portugal", no "KLANDESTINO", e em "The Braganza Mothers")
publicado por TC às 02:22

links

Ganha dinheiro na Net

L-Image-4_1-216x54

tags

todas as tags

blogs SAPO