...este é um espaço que revela alguns "pecados" do povo tuga. Os nossos políticos são do pior... e o povo manso releva...

Posts mais comentados
tags

todas as tags

Pesquisa personalizada

16
Nov
07
Recebido por e-MAIL

Ex.mo Senhor Ministro das Finanças
Victor Lopes da Gama Cerqueira, cidadão eleitor e contribuinte deste País, com o número de B.I. 8388517, do Arquivo de identificação de Lisboa, contribuinte n.º152115870 vem por este meio junto de V.Ex.a para lhe fazer uma proposta:


A minha Esposa, Maria Amélia Pereira Gonçalves Sampaio Cerqueira, foi vítima de CANCRO DE MAMA em 2004, foi operada em 6 Janeiro com a extracção radical da mesma. Por esta "coisinha" sem qualquer importância foi-lhe atribuída uma incapacidade de 80%, imagine, que deu origem a que a minha Esposa tenha usufruído de alguns benefícios fiscais. Assim, e tendo em conta as suas orientações, nomeadamente para a CGA, que confirmam que para si o CANCRO é uma questão de só menos importância. Considerando ainda, o facto de V. Ex.ª, coerentemente, querer que para o ano seja retirado os benefícios fiscais, a qualquer um que ganhe um pouco mais do que o salário mínimo, venho propor a V. Ex.ª o seguinte:

a) a devolução do CANCRO de MAMA da minha Mulher a V. Ex.ª que, com os meus cumprimentos o dará à sua Esposa ou Filha.
b) Concomitantemente com esta oferta gostaria que aceitasse para a sua Esposa ou Filha ainda:


c) os seis (6) tratamentos de quimioterapia.

d) os vinte e oito (28) tratamentos de radioterapia.
e) a angustia e a ansiedade que nós sofremos antes, durante e depois.

f) os exames semestrais (que desperdício Senhor Ministro, terá que orientar o seu colega da saúde para acabar com este escândalo).

g) ansiedade com que são acompanhados estes exames.
h) A angústia em que vivemos permanentemente.

Em troca de V. Ex.ª ficar para si e para os seus com a doença da minha Esposa e os nossos sofrimentos eu DEVOLVEREI todos os benefícios fiscais de que a minha Esposa terá beneficiado, pedindo um empréstimo para o fazer.


Penso sinceramente que é uma proposta justa e com a qual, estou certo, a sua Esposa ou filha também estarão de acordo.


Grato pela atenção que possa dar a esta proposta, informo V.Ex.a que darei conhecimento da mesma a Sua Ex.ª o Presidente da República, agradecendo fervorosamente o apoio que tem dispensado ao seu Governo e a medidas como esta e também o aumento de impostos aos reformados e outras...


Reservo-me ainda o direito (será que tenho direitos?) de divulgar esta carta como muito bem entender.


Como V. Ex.ª não acreditará em Deus (por se considerar como tal...) e por isso dorme em paz, abraçando e beijando os seus, só lhe posso desejar que Deus lhe perdoe, porque eu não posso (jamais) perdoar-lhe.


Atentamente
19/Outubro/2007

Victor Lopes da Gama Cerqueira


Certamente, meu caro Victor que este assunto já correu os corredores da política, e ainda que façam os políticos olhar de escárnio sobre este tema, nós cidadãos jamais nos poderemos calar e temos o direito à indignação. Estou consigo meu caro, não é as atitudes mediáticas mais recentes do ministro (face a um problema de uma junta médica) que nada mais são do que propaganda do PS, temos de louvar este seu esforço em prol de todos nós. A MIM NINGUÉM ME CALA!!!
publicado por TC às 14:55
11
Mai
07

A Guiné Bissau solicitou a Portugal 150 professores de português.

Portugal respondeu que só enviava 8!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Esta é a "Política Externa" de Portugal!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Irracional , autista, prejudicial aos interesses de Portugal.
A Guiné Bissau tem necessidades a todos os níveis . A educacional não é a menor.
Portugal é a vergonha da Europa Comunitária. O último dos últimos!
O ex- Presidente da Assembleia da República Portuguesa, Almeida Santos estava em Bissau no dia 08/05/2007 - Ontem!!! Numa missão de interesse económico!
Mas não está ao serviço de Portugal segundo parece absolutamente certo.
E Portugal?
Porque é que o Governo de José Sócrates despreza a cooperação com a Guiné Bissau?
Porque é que José Sócrates esteve cerca de meia hora - ou pelo menos um tempo mínimo, menos de um dia - na Guiné Bissau e regressou a Portugal aquando da cimeira da CPLP?
José Sócrates a menos pensou que foi sentida como uma afronta á Guiné? teria medo de contrair paludismo? De contrair cólera?
Os guineenses ficaram indignados. Claro que José Sócrates fala apenas com ministros e estes têm de ser diplomatas.
Em Angola se isso acontecesse José Sócrates iria ter probelmas muito graves! Nem sei mesmo se a OTA seria construída!
Ir bajular Espanha é melhor?
Ao mesmo tempo que há milhares de professores no desemprego, o Governo Português não manda 150 professores de português para a Guiné Bissau?
Para a Guiné Bissau ficar cada vez mais na órbita francofona?
José Sócrates sabe a "cólera" das dezenas de pessoas que esperam horas na bicha na nossa Embaixada para serem atendidas?
Sabe que o Centro Cultural Português é minusculo, sem condições, sem qualquer comparação com o Centro Cultural Francês? Sabe que o francês tem uma biblioteca moderna, empresta livros e DVDs e o Português é um pobretanas, não tem DVDs , tem livros do tempo da" Maria Cachuxa" e que por isso resta um mau um péssimo serviço a Portugal?
E porque é que o Centro cultural português em Bissau é uma "barraca", comparada com o Centro Cultural Francês?

É Espanha que pressiona o Governo Português a não cooperar com a Guiné Bissau?
José Sócrates ensandeceu? Sente-se Português?
Esta situação é uma vergonha.
O Presidente da República sabe isto?
Mas que se passa com os políticos portugueses?
Isto é uma vergonha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Morreram portugueses na Guiné. É verdade!
Mas quantos bombardeamentos com napalm foram feitos? Qantas tabancas foram varridas a granadas?
José Sócrates já falou com as familias papéis, balantas ,mandingas, fulas, v.g., para saber a angústia do barulho dos Fiat T6 com as bombas de Nalpalm.
Eu entendo que a história é a história. Guerra é guerra. Mas hoje a realidade é outra.
Temos de viver em cooperação. Nino Vieira e o Marechal Spinola falaram , enterraram o machado de guerra.
A França e a Bélgica cometeram atrocidades em África inomináveis. Mas hoje são parceiros da Argélia e da República Democrática do Congo.Em benefício mútuo.
Vamos assentar os pés na terra.
Na guerra na Guiné morreram portugueses, morreram guineenses. Passou.
Cada Povo tem os seus heróis e para mim os militares portugueses foram heróis naquele contexto político-militar.
O meu irmão foi militar na guerra de Angola. Vi livros com atrocidades de parte a parte.
É a história.
Os romanos cometeram atrocidades em relação aos lusitanos.
Não é por isso que deixei de ter um carinho especial por Roma.
José Sócrates tem de perceber que Portugal não é dele. Que nas eleições ninguém lhe deu carta branca para apagar Portugal da Guiné Bissau!

Isto é incrível!!!!!!!
Temos de reagir.

Como diz o hino nacional francês: Às armas cidadadãos!!!!!!!!!
Caros amigos portugueses, compatriotas, Portugal está ameaçado. Abramos os olhos!
O nosso Presidente da República, expoente máximo da nossa identidade, tem de reagir.
A "Lei de Gresham" cada vez mais tem de ser aplicada. Fora com este "governo". Há alteração superveniente dos factos. O PS hoje já não tem maioria absoluta. Eleições já!
Penso mesmo que será uma afronta à Europa, ao ideário europeu ,Portugal presidir à "União Europeia" no segundo semestre de 2007.
Como é que o pior aluno pode presidir à aula do Professor Tonecas?
Vamos ser a chacota da Europa.
Este post foi roubadito ao blog do advogado José Maria Martins
COMENTÁRIO: Acho que a última frase do seu post está errada. Nós não vamos ser a chacota da Europa. Já o somos há muito tempo!!!
publicado por TC às 00:02
20
Abr
07
"... O PROBLEMA É QUE, HOJE, DIA 19 DE ABRIL DE 2007, TODOS VOCÊS SÃO MEROS FANTASMAS DO PASSADO, âncoras a arrastar no fundo, que nos impedem de navegar em direcção alguma, e o Sr. Dr., que já devia estar, consoladamente, a viver de uma vida inteira de negociatas, de falcatruas, e de abafos, de promiscuidade, de nepotismo, de favorecimento reles, sentado na poltrona de Senador da República, ATREVE-SE, mais uma vez, a sair a campo, para defender um cavalheiro que é o motivo da chacota de todos os Portugueses, que nem ele próprio sabe se é ou não é licenciado, que permite que uma instituição universitária portuguesa feche as portas a uma Inspecção do Estado, sem imediatamente fazer intervir a polícia (!), que defende que quer "transparência", "decência", "frontalidade", e legisla retroactivamente, nos feriados, nas tardes de sábado, nas férias, que, cobardemente, rouba os reformados e os inválidos, que lança lama sobre classes profissionais inteiras, e arrasta pelas ruas, entregue à ralé das claques futebolísticas, gente que andou décadas a estudar, às piores piadas sobre médicos, sobre advogados, sobre professores, que transformou a estrutura das pessoas que trabalham para o Estado numa espécie de bonecos de feira de atirar tiros, que desestruturou todos os amortecimentos sociais do nosso País, que se permite, diariamente, governar como nem Cavaco governou nos seus piores tempos, que logrou que toda a cambada de medíocres, os assessores de 9000 €/mês, os licenciados "à pressa", os engravatados do cérebro de serradura, do controle da informação, da POLÍCIA POLÍTICA PRIVADA -- coisa a que nem Salazar se atreveu -- vem aqui falar de DIREITA????...
O SR. DEVIA ERA TER IDADE E VERGONHA NESSA CARA, E AFASTAR-SE RAPIDAMENTE DO PANORAMA POLÍTICO, PARA NÃO ACABAR NO HABITUAL RELAMBÓRIO DAS ANEDOTAS, E QUE A HISTÓRIA ESQUEÇA O QUE PORTUGAL LHE DEVEU, ENQUANTO OBREIRO DA NOSSA INTEGRAÇÃO NA MODERNIDADE EUROPEIA!...
Sr. Dr. Mário Soares, onde é que o Senhor estava, quando o P.S. chafurdava, como um porco, na lama, enfiado até ao pescoço nas piores suspeiras de Pedofilia, ou achava que era tudo natural -- como até era -- já que aquilo tudo vinha lá muito de trás, dos tempos dos "Ballets Rose"? Lembra-se, não se lembra, de quem lá dançava, e de quem dançava com quem?... Olhe que eu sei de quem se lembra e SAIBA. Tambem gosta de ver Ferro Rodrigues na O.C.D.E.?... Portugal inteiro ADORA, como ADORA ter um cavalheiro, chamado PAULO PEDROSO, a organizar agora o funil das Pós-Graduações, no I.S.C.T.E., o cavalheiro Carlos Cruz a "recomeçar tudo de novo", o Ferreira Diniz a levar o lourinho aos Centros de Novas Oportunidades, o Advogado de Elvas a concorrer a Juiz, e mais os outros canalhas todos, cujos nomes NUNCA vieram claramenrte a lume, e eram tanto das suas hostes, como dessa DIREITA toda que agora acusa de estar a lançar lama sobre o Vigarista de Vilar de Maçada!... É assim, Dr. Mário Soares, no estado actual das coisas, o homem já não precisa de que lhe lancem mais lama em cima: ELE É A LAMA, UMA TRISTE HIPÓSTASE DA LAMA, enrolada num Fato Armani, como podia estar enrolado num saco de serapilheira, que era igual, agora, o Sr., que andou lá por fora, e que me conseguiu convencer, mais o Sócrates, mais o Vara, mais uma multidão de nomes que agora esqueci, que o PÂNTANO, de que Guterres fugiu, era afinal o SEU PRÓPRIO P.S., olhe que, para me convencer, a MIM, que sempre pensei que os cambalachos, atávicos, estavam nas fronteiras do P.S.D. de que verdadeiro lixo estava era paredes dentro do partido que o Sr. fundou há 34 anos, foi um looooooooooooooooooooooooooongo percurso, longo, mesmo muito longo, deixe que lhe diga, e que me trsnformou, radicalmente, a estátua interior. Hoje, ao vê-lo defender o traste que já ninguém suporta, e a dizer que ele equilibrou as Contas Públicas (!), cansei-me, e só me deu vontade de me passar pela frente uma daquelas venetas que passam pela cabeça dos estudantes sul-coreanos da Virgínia!... Se a Canalha que governa Portugal tem feito o que tem feito sem dinheiro, imagine-se a impunidade e a pouca-vergonha que será, quando vier a nova chuva de Fundos Comunitários, a cair direitinha no ralo da Ota e dessas merdas todas que vocês, especialistas no bicar dos dinheiros públicos já não estarão a preparar nas sombras, com terrenos a facturar a 5000%!...
Dr. Mário Soares, isto não é discurso de DIREITA, é discurso do MAIS PROFUNDO E SENTIDO DESPREZO POR TUDO O QUE O SENHOR E OS CAPANGAS SEUS SUCESSORES TÊM FEITO E REPRESENTADO PARA A DESTRUIÇÃO POLÍTICA, ECONÓMICA, SOCIAL E CULTURAL DO PAÍS EM QUE NASCI.
E por aqui me fico, para evitar mandar, como me apetece, um ancião de 80 anos, para a PUTA QUE O PARIU.

Bem haja." Arrebenta in Braganza Mothers
publicado por TC às 15:47
28
Mar
07

NOVO LUTO NACIONAL

seremos de início dez, depois cem… mil… um milhão.....

vista algo de cor preta...pendure algo desta cor na janela de sua casa... vamos conseguir!...

nos DIAS 22 e 23 Maio

( 2 dias)

TODOS DE LUTO

CONTRA A VERGONHA!

Sabemos que sair às ruas é complicado devido aos compromissos diários, então

estamos propondo que nos dias

22 e 23 de Maio

todos ao saírem de casa vistam camisas/blusas pretas, e se você não tem, amarre um lenço preto no pescoço ou braço

MELHOR AINDA:

Pendure um pano preto na sua janela em sinal de luto pela morte da dignidade dos políticos.


Isto vai ser um sinal de repúdio à palhaçada que virou
a política.

DEMONSTRE sua indignação em todos as cidades !

Não tenha vergonha de participar!

Devemos ter vergonha de assistir à bandalheira de boca fechada e mãos atadas como um povo ignorante que não sabe como protestar!

Envie este texto ao maior número de pessoas.

Vamos dar um basta e reagir como gente grande dizendo um grande

BASTA!

publicado por TC às 12:40
16
Fev
07
Todos os dias recebo entre 50 a 100 emails de pessoas a agradecer, a disponibilizar ajuda, a enviar + material, a insultar (aos políticos e a mim tb!!!), etc, etc.
Tudo isto por causa do documento "Uma gota no Oceano chamado Portugal". Já todos o devem conhecer. Contém muito do que aqui está no blog.
Para continuar TODAS as respostas que me dão são uma motivação. Mas há algumas que me levam a pensar e a supor que estou no bom caminho.
Cá vai mais uma dessas:


"Olá Tiago, chamo-me Pedro. Neste momento vivo em Londres à procura de condições de desenvolver o meu trabalho como coreografo... Fui o primeiro Português a estudar no Conservatório de Madrid... um dos poucos Tugas a terminar a carreira no prestegiado conservatorio de Londres... Apresentei semanas atrás um espectáculo num dos mais reputados teatros de dança contemporanea de Londres... sou director e criador de Codigo Dance Project (Companhia de Danca) www.codigodanceproject.com, e tudo o que eu obtive ao tentar ajudas do nosso pais foi pura e simplesmente ignoração...telefonemas para o vazio... e-mails sem resposta... enfim 3 anos a levar com os senhores gatunos do nosso governo... já lá vai o tempo que Perdi o orgulho de ser Tuga... Portugal morreu para mim!!
Não por mim mas por os que amo a viverem em portugal, quero agradecer-te o que estás a fazer e disponibilizar-me para tudo que o possas precisar...não sou nada de patriotismos mas por esta causa ofereço o meu corpo às trincheiras, conta com o meu suporte mental e monetário para limpar o lixo do nosso país... Dei uma entrevista para a RTP Internacional e alguns jornais
aqui em Londres, não me faltou vontade de exprimir o que sinto mas achei que não era o melhor momento para tal, simplesmento espero pela oportunidade de estar em directo e com mais peso em termos de nome.
Unidos obteremos o nosso 25 de Abril...
Com todo o prazer,
Pedro Pires"

Obrigado Pedro
Um abraço
publicado por TC às 23:02
publicado por TC às 15:39
publicado por TC às 15:37
28
Jan
07
Excelentíssimo Senhor Ministro das Finanças e Administração Pública,

Vou alterar a minha condição de funcionário público, passando à qualidade de presa em nome individual (como os taxistas) ou de uma firma do tipo "Jumentos & Consultores Associados Lda"; em vez de vencimento passo a receber contra factura, emitida no fim de cada mês.
Ganha o ministro, ganho eu e o país que se lixe!

Vejamos:
Ganha o senhor ministro das Finanças porque:

- Fica com um funcionário a menos e livra-se de um futuro pensionista.
- Poupa no que teria que pagar a uma empresa externa para avaliar o meu desempenho profissional.
- Ganha um trabalhador mais produtivo porque a iniciativa privada é, por definição, mais produtiva que o funcionalismo público.
- Fica com menos um trabalhador, potencial grevista e reivindicador.

E ganho eu porque:

- Deixo de pagar um a totalidade dos impostos a que um funcionário público está obrigado, e bem diga-se, pois passo a considerar o salário mínimo para
efeitos fiscais e de segurança social.
- Vou comprar fraldas, champôs, papel higiénico, fairy, skip e uma infinidade de outros produtos à Makro que me emite uma factura com a
designação genérica de "artigos de limpeza", pelo que contam como custos para a empresa.
- Deixo de ter subsídio de almoço, mas todas as refeições passam a ser consideradas despesa da firma.
- Compro um BMW em leasing em nome da firma e lanço as facturas do combustível e de manutenção na contabilidade da firma.
- Promovo a senhora das limpezas lá de casa a auxiliar de limpeza da firma.
- E, se no fim ainda tiver que pagar impostos, não pago, porque três anos depois o senhor ministro adopta um perdão fiscal; nessa ocasião vou ao banco
onde tinha depositada a quantia destinada a impostos, fico com os juros e dou o resto à DGCI. Mas ainda ganho mais:
- Em vez de pagar contribuições para a CNP, faço aplicações financeiras e obtenho benefícios fiscais se é que ainda tenho IRS para pagar.
- Se tiver filhos na universidade eles terão isenção de propinas e direito à bolsa máxima (equivalente ao salário mínimo) e se morar longe da
universidade ainda podem beneficiar de um subsídio adicional para alojamento; com essas quantias compro-lhes um carro que, tal como o outro,
será adquirido em nome da firma.

Inácio das Covas
publicado por TC às 01:20
05
Jan
07
Recebi este email e apesar da linguagem menos própria resolvi divulgar pois acho que o sentimento deste cidadão vai na alma de muitos de nós.

Mais justo?

Parece que o PM terá dito que desta vez os sacrificios serão distribuidos de forma mais justa. Mais Justa!!!!?????

São 23 horas cheguei agora a casa, trabalhei hoje doze horas. O meu filho ja esta a dormir. Este ano ja paguei em impostos e multas dezenas de milhares de euros, todos os meses pago um balurdio de TSU, tenho custos financeiros indescritiveis por causa da forma como é cobrado o IVA, pago o PEC sobre um rendimento que pode não acontecer, e este filho da puta vem-me dizer que os sacrificios serão distribuidos de forma mais justa???

Tenho semanas durante o ano em que trabalho 20h por dia, este fim de semana não sabia sequer que dia era, no dia da greve de uma chusma de paneleiros andei na estrada a pagar portagens e a trabalhar para poder pagar impostos, comecei numa puta duma garagem sozinho e dei trabalho a uma carrada de gente a quem pago o IRS, a Segurança Social, Seguros de Trabalho e todas as taxas que o estado me exige, não negoceio salarios brutos, por isso que vão para o caralho com as contribuições dos trabalhadores, pago salarios decentes recuso-me a pagar o salario minimo a seja quem for, investi e perdi, arranjei-me, voltei a investir e falhei de novo, recuperei e investi de novo e consegui.

E estes paneleiros de merda vêm agora dizer-me que os sacrificios são distribuidos de forma justa??? Sabem sequer o que é não dormir, desesperar, cair e levantar sem pedir um tostão que seja ao filho da puta do Estado? Nem subsídio de desemprego nem o caralho?! E tenho que ouvir todos os dias as queixinhas dos polícias, dos funcionarios, dos professores com horario zero(!), dos "funcionarios" dos correios, dos anacletos e afins, que fujo ao fisco, que exploro os trabalhadores, que tenho que pagar mais impostos, que sou um parasita????
Já paguei todos os impostos de facturas que até agora não consegui cobrar (IVA e IRC), paguei IRC sobre stocks que não sei se algum dia conseguirei vender e os sacrificios são distribuidos de forma justa??!!!

Os 2000 funcionarios da CM de Albufeira trabalham das 9h às 15h com intervalo para almoço e de caminho a mesma CM entrega e paga serviços a empresas privadas; decidiram mudar a escada da parte velha, fecharam-na, derrubaram a antiga e colocaram a estrutura em metal, apos quinze dias retiraram a mesma estrutura e colocaram-na em madeira! E ainda queriam fazer um elevador até à praia!!! E eu pago.

Num qualquer Instituto mais de 50 chulos tratam de 9(!) putos. E eu pago.

Substituem administradores pagando indemnizações, contratam o Fernando Gomes e o Nuno Cardoso (!!!!). E eu pago.

Inventam Institutos e Fundações. E eu pago.
Inventam as SCUTS. E eu pago.
O PEC. E eu pago.
O Presidente apela ao patriotismo. E eu pago.

Sr Presidente, com todo o respeito que me merece--- Vá-se foder!

A CM de Paredes de Coura faz Parques de Estacionamento sem trânsito. E eu pago.

O anacaleto Sá Fernandes rebenta com o orçamento da CM de Lisboa. E eu pago.

Sacrifícios???!! De quem caralho?!

Prestam-me um serviço de merda na saúde, a educação é tão miseravel que sou obrigado a pôr o meu puto num colégio privado, nem me atrevo a cobrar dividas em Tribunal devido à miseria que é a Justiça. E pago.

Preciso de uma puta de uma cirurgia e tenho dezasseis mil pessoas em lista de espera, pelo que se não tivesse um seguro de saude estaria como milhares de desgraçados que se calhar ja morreram. E eu e eles pagamos.

Os sacrificios são distribuidos de forma justa??? Como caralho??!!!

E aquela esfinge paneleira de oculos que preside ao Banco de Portugal esta à espera de colectar mais 0,03% do PIB com o aumento do IVA? Pois tenho uma pequenina novidade para o reconhecido génio.

Talhos, advogados, lares, lojas de móveis e outros pequenos negócios que conheço já têm a contabilidade e pagam impostos em Espanha e eu, assim seja possivel, no ano da graça de 2006 pagarei todo o IVA, IRC e contribuições em Vigo.

A chulice destes filhos da puta que vá cobrar ao caralho! E quero que se foda a solidariedade e a conversa de merda porque não me sai do corpo para o dar a chulos. Por alma de quem? Mais justo??!!

Ide-vos FODER com a vossa conversa de merda, a mesma de sempre.

helder morais : 6/1/2005 01:08:00 AM
publicado por TC às 02:25
06
Dez
06

Aprendam...
Conto, aliás, uma história que ouvi recentemente. Um cidadão português, que sempre desejou ter
uma casa com vista para o Tejo, descobriu finalmente umas águas-furtadas algures numa das colinas de Lisboa que cumpria essa condição. No entanto, uma das assoalhadas não tinha janela.
Falou então com um arquitecto amigo para que ele fizesse o projecto e o entregasse à câmara de Lisboa, para obter a respectiva autorização para a obra. O amigo dissuadiu-o logo: que demoraria bastantes meses ou mesmo anos a obter uma resposta e que, no final, ela seria negativa. No entanto, acrescentou, ele resolveria o problema.
Assim, numa sexta-feira ao fim da tarde, uma equipa de pedreiros entrou na referida casa, abriu a janela, colocou os vidros e pintou a fachada. O arquitecto tirou então fotos do exterior, onde se via a nova janela e endereçou um pedido à CML, solicitando que fosse permitido ao proprietário fechar a dita cuja janela.
Passado alguns meses, a resposta chegou e era avassaladora: invocando um extenso número de artigos dos mais diversos códigos, os serviços da câmara davam um rotundo não à pretensão do proprietário de fechar a dita cuja janela.
E assim, o dono da casa não só ganhou uma janela nova, como ficou com toda a argumentação jurídica para rebater alguém que, algum dia, se atreva a vir dizer-lhe que tem de fechar a janela!
Nicolau Santos, in "Expresso online" [...]
publicado por TC às 23:05

Esta é a terceira carta que lhe dirijo. As duas primeiras motivadas por um convite que formulou mas não honrou, ficaram descortesmente sem resposta. A forma escolhida para a presente é obviamente retórica e assenta NUM DIREITO QUE O SENHOR AINDA NÃO ELIMINOU: o de manifestar publicamente indignação perante a mentira e as opções injustas e erradas da governação.
Por acção e omissão, o Senhor deu uma boa achega à ideia, que ultimamente ganhou forma na sociedade portuguesa, segundo a qual os funcionários públicos seriam os responsáveis primeiros pelo descalabro das contas do Estado e pelos malefícios da nossa economia. Sendo a administração pública a própria imagem do Estado junto do cidadão comum, é quase masoquista o seu comportamento.
Desminta, se puder, o que passo a afirmar:
1.º Do Statics in Focus n.º 41/2004, produzido pelo departamento oficial de estatísticas da União Europeia, retira-se que a despesa portuguesa com os salários e benefícios sociais dos funcionários públicos é inferior à mesma despesa média dos restantes países da Zona Euro.
2.º Outra publicação da Comissão Europeia, L´Emploi en Europe 2003, permite comparar a percentagem dos empregados do Estado em relação à totalidade dos empregados de cada país da Europa dos 12. E o que vemos? Que em média nessa Europa 25,6 por cento dos empregados são empregados do Estado, enquanto em Portugal essa percentagem é de apenas 18 por cento. Ou seja, a mais baixa dos 12 países, com excepção da Espanha.
As ricas Dinamarca e Suécia têm quase o dobro, respectivamente 32 e 32,6 por cento. Se fosse directa a relação entre o peso da administração pública e o défice, como estaria o défice destes dois países?
3º. Um dos slogans mais usados é do peso das despesas da saúde. A insuspeita OCDE diz que na Europa dos 15 o gasto médio por habitante é de 1458. Em Portugal esse gasto é 758. Todos os restantes países, com excepção da Grécia, gastam mais que nós. A França 2730, a Áustria 2139, a Irlanda 1688, a Finlândia 1539, a Dinamarca 1799, etc.
Com o anterior não pretendo dizer que a administração pública é um poço de virtudes. Não é. Presta serviços que não justificam o dinheiro que consome. Particularmente na saúde, na educação e na justiça. É um santuário de burocracia, de ineficiência e de ineficácia. Mas infelizmente os mesmos paradigmas são transferíveis para o sector privado. Donde a questão não reside no maniqueísmo em que o Senhor e o seu ministro das Finanças caíram, lançando um perigoso anátema sobre o funcionalismo público. A questão reside em corrigir o que está mal, seja público, seja privado. A questão reside em fazer escolhas acertadas. O Senhor optou pelas piores . De entre muitas razões que o espaço não permite, deixe-me que lhe aponte duas:
1.º Sobre o sistema de reformas dos funcionários públicos têm-se ditobarbaridades . Como é sabido, a taxa social sobre os salários cifra-se em 34,75 por cento (11 por cento pagos pelo trabalhador, 23,75 por cento pagos pelo patrão ).

OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS PAGAM OS SEUS 11 POR CENTO!
Mas O SEU PATRÃO ESTADO NÃO ENTREGA MENSALMENTE À CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES, COMO LHE COMPETIA E EXIGE AOS DEMAIS EMPREGADORES, os seus 23,75 por cento. E é assim que as "transferências" orçamentais assumem perante a opinião pública não esclarecida o odioso de serem formas de sugar os dinheiros públicos.
Por outro lado, todos os funcionários públicos que entraram ao serviço em Setembro de 1993 já verão a sua reforma ser calculada segundo os critérios aplicados aos restantes portugueses. Estamos a falar de quase metade dos activos. E o sistema estabilizará nessa base em pouco mais de uma década.
Mas o seu pior erro, Senhor Engenheiro, foi ter escolhido para artífice das iniquidades que subjazem á sua política o ministro Campos e Cunha, que não teve pruridos políticos, morais ou éticos por acumular aos seus 7.000 Euros de salário, os 8.000 de uma reforma conseguida aos 49 anos de idade e com 6 anos de serviço. E com a agravante de a obscena decisão legal que a suporta ter origem numa proposta de um colégio de que o próprio fazia parte.
2.º Quando escolheu aumentar os impostos, viu o défice e ignorou a economia. Foi ao arrepio do que se passa na Europa. A Finlândia dos seus encantos, baixou-os em 4 pontos percentuais, a Suécia em 3,3 e a Alemanha em 3,2.
Por outro lado, fala em austeridade de cátedra, e é apologista juntamente com o presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, da implosão de uma torre (Prédio Coutinho) onde vivem mais de 300 pessoas. Quanto vão custar essas indemnizações, mais a indemnização milionária que pede o arquitecto que a construiu, além do derrube em si?
4º Por que não defende V. Ex.a a mesma implosão de uma outra torre, na Covilhã (ver "Correio da Manhã" de 17/10/2005) , em tempos defendida pela Câmara, e que agora já não vai abaixo? Será porque o autor do projecto é o Arquitecto Fernando Pinto de Sousa, por acaso pai do Senhor Engenheiro, Primeiro Ministro deste país:

  • Por que não optou por cobrar os 3,2 mil milhões de Euros que as empresas privadas devem à Segurança Social ?
  • Por que não pôs em prática um plano para fazer a execução das dívidas fiscais pendentes nos tribunais Tributários e que somam 20 mil milhões de Euros ?
  • Por que não actuou do lado dos benefícios fiscais que em 2004 significaram 1.000 milhões de Euros ?
  • Por que não modificou o quadro legal que permite aos bancos , que duplicaram lucros em época recessiva, pagar apenas 13 por cento de impostos ?
  • Por que não renovou a famigerada Reserva Fiscal de Investimento que permitiu à PT não pagar impostos pelos prejuízos que teve no Brasil, o que, por junto, representará cerca de 6.500 milhões de Euros de receita perdida ?
A Verdade e a Coragem foram atributos que Vossa Excelência invocou para se diferenciar dos seus opositores.
QUANDO SUBIU OS IMPOSTOS, QUE PERANTE MILHÕES DE PORTUGUESES GARANTIU QUE NÃO SUBIRIA, FICÁMOS TODOS ESCLARECIDOS SOBRE A SUA VERDADE.
QUANDO ELEGEU OS DESEMPREGADOS , OS REFORMADOS E OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS COMO PRINCIPAIS INSTRUMENTOS DE COMBATE AO DÉFICE, PERCEBEMOS DE QUE TEOR É A SUA CORAGEM.

Santana Castilho (Professor Ensino Superior)

publicado por TC às 22:37
03
Dez
06
CARTA ABERTA AO BES E A TODOS OS OUTROS BANCOS
Exmos Senhores Administradores do BES
Gostaria de saber se os senhores aceitariam pagar uma taxa, uma pequena taxa mensal, pela existência da padaria na esquina da v/. rua, ou pela existência do posto de gasolina ou da farmácia ou da tabacaria, ou de qualquer outro desses serviços indispensáveis ao nosso dia-a-dia. Funcionaria desta forma:
Todos os meses os senhores e todos os usuários, pagariam uma pequena taxa para a manutenção dos serviços (padaria, farmácia, mecânico, tabacaria, frutaria, etc.). Uma taxa que não garantiria nenhum direito extraordinário ao utilizador. Serviria apenas para enriquecer os proprietários sob a alegação de que serviria para manter um serviço de alta qualidade ou para amortizar investimentos. Por qualquer produto adquirido (um pão, um remédio, uns litros de combustível, etc.) o usuário pagaria os preços de mercado ou, dependendo do produto, até ligeiramente acima do preço de mercado.
Que tal? Pois, ontem saí do meu BES com a certeza que os senhores concordariam com tais taxas. Por uma questão de equidade e de honestidade. A minha certeza deriva de um raciocínio simples. Vamos imaginar a seguinte situação:
- eu vou à padaria para comprar um pão. O padeiro atende-me muito gentilmente, vende o pão e cobra o serviço de embrulhar ou ensacar o pão, assim como, todo e qualquer outro serviço. Além disso, impõe-me taxas. Uma "taxa de acesso ao pão", outra "taxa por guardar pão quente" e ainda uma "taxa de abertura da padaria“ . Tudo com muita cordialidade e muito profissionalismo, claro.
Fazendo uma comparação que talvez os padeiros não concordem, foi o que ocorreu comigo no meu Banco. Financiei um carro. Ou seja, comprei um produto do negócio bancário. Os senhores cobraram-me preços de mercado. Assim como o padeiro cobra-me o preço de mercado pelo pão. Entretanto, de forma diferente do padeiro, os senhores não se satisfazem cobrando-me apenas pelo produto que adquiri. Para ter acesso ao produto do v/. negócio, os senhores cobraram-me uma "taxa de abertura de crédito" - equivalente àquela hipotética "taxa de acesso ao pão“, que os senhores certamente achariam um absurdo e se negariam a pagar.

Não satisfeitos, para ter acesso ao pão, digo, ao financiamento, fui obrigado a abrir uma conta corrente no v/. Banco. Para que isso fosse possível, os senhores cobraram-me uma "taxa de abertura de conta“. Como só é possível fazer negócios com os senhores depois de abrir uma conta, essa "taxa de abertura de conta" se assemelharia a uma "taxa de abertura da padaria“, pois, só é possível fazer negócios com o padeiro, depois de abrir a padaria.
Antigamente, os empréstimos bancários eram popularmente conhecidos como "Papagaios". Para gerir o "papagaio", alguns gerentes sem escrúpulos cobravam "por fora“ , o que era devido. Fiquei com a impressão que o Banco resolveu antecipar-se aos gerentes sem escrúpulos.
Agora ao contrário de "por fora" temos muitos "por dentro".
Pedi um extracto da minha conta - um único extracto no mês – os senhores cobraram-me uma taxa de 1 EUR.
Olhando o extracto, descobri uma outra taxa de 5 EUR "para a manutenção da conta" - semelhante àquela "taxa pela existência da padaria na esquina da rua".
A surpresa não acabou: descobri outra taxa de 25 EUR a cada trimestre - uma taxa para manter um limite especial que não me dá nenhum direito. Se eu utilizar o limite especial vou pagar os juros mais altos do mundo. Semelhante àquela "taxa por guardar o pão quente".
Mas, os senhores são insaciáveis.
A prestável funcionária que me atendeu, entregou-me um desdobrável onde sou informado que me cobrarão taxas por todo e qualquer movimento que eu fizer.
Cordialmente, retribuindo tanta gentileza, gostaria de alertar que os senhores se devem ter esquecido de cobrar o ar que respirei enquanto estive nas instalações do v/. Banco. Por favor, esclareçam-me uma dúvida: - até agora não sei se comprei um financiamento ou se vendi a alma?
Depois que eu pagar as taxas correspondentes, talvez os senhores me respondam informando, muito cordial e profissionalmente, que um serviço bancário é muito diferente de uma padaria. Que a v/. responsabilidade é muito grande, que existem inúmeras exigências legais, que os riscos do negócio são muito elevados, etc, etc, etc. e que apesar de lamentarem muito e nada poderem fazer, tudo o que estão a cobrar está devidamente coberto por lei, regulamentado e autorizado pelo Banco de Portugal.
Sei disso. Como sei, também, que existem seguros e garantias legais que protegem o v/. negócio de todo e qualquer risco. Presumo que os riscos de uma padaria, que não conta com o poder de influência dos senhores, talvez sejam muito mais elevados.
Sei que são legais. Mas, também sei que são imorais. Por mais que estejam protegidos pelas leis, tais taxas são uma imoralidade.
O cartel algum dia vai acabar e cá estaremos depois para cobrar da mesma forma.
V.P.
publicado por TC às 23:40
02
Dez
06
Em cada 100 euros que o patrão paga pela minha força de trabalho, o Estado, e muito bem, tira-me 20 euros para o IRS e 11 euros para a Segurança Social.

O meu patrão, por cada 100 euros que paga pela minha força de trabalho, é obrigado a dar ao Estado, e muito bem, mais 23,75 euros para a Segurança
Social. E por cada 100 euros de riqueza que eu produzo, o Estado, e muito bem, retira ao meu patrão outros 33 euros. Cada vez que eu, no supermercado, gasto os 100 euros que o meu patrão pagou, o Estado, e muito bem, fica com 21 euros para si.

Em resumo:
* Quando ganho 100 euros, o Estado fica quase com 55.
* Quando gasto 100 euros, o Estado, no mínimo, cobra 21.
* Quando lucro 100 euros, o Estado enriquece 33.
* Quando compro um carro, uma casa, herdo um quadro, registo os meus negócios ou peço uma certidão, o Estado, e muito bem, fica com quase metade das verbas envolvidas no caso.
* Eu pago e acho muito bem, portanto exijo: um sistema de ensino que garanta cultura, civismo e futuro emprego para os meus filhos. Serviços de saúde
exemplares. Um hospital bem equipado a menos de 20 km da minha casa.
* Estradas largas, sem buracos e bem sinalizadas em todo o país.
* Auto-estradas sem portagens. Pontes que não caiam. Tribunais com capacidade para decidir processos em menos de um ano. Uma máquina fiscal que cobre igualitariamente os impostos.
* Eu pago, e por isso quero ter, quando lá chegar, a reforma garantida e jardins públicos e espaços verdes bem tratados e seguros. Polícia eficiente e
equipada.
* Os monumentos do meu País bem conservados e abertos ao público, uma orquestra sinfónica. Filmes criados em Portugal. E, no mínimo, que não haja um único caso de fome e miséria nesta terra.
* Na pior das hipóteses, cada 300 euros em circulação em Portugal garantem ao Estado 100 euros de receita.
* Portanto, Sr. Primeiro-ministro, governe-se com o dinheirinho que lhe dou porque eu quero e tenho direito a tudo isto.

Um português contribuinte.
publicado por TC às 17:03
01
Dez
06
Portugal é democrático?

Eu não acho.

Somos um país pobremente à beira mar plantado. Poderiamos ser país rico! Mas somos apenas um rico país.

Rico país??? Perguntam muitos. Apesar do tratamento que levamos acabamos sempre por ser orgulhosos e gostamos de ser lusos. Quantos de nós já não disseram que é pena o D. Afonso Henriques não ter morrido à nascença? E quantos de nós não gostamos dos espanhóis?
TODOS?

A nossa tacanha e ignorante forma de estar é que nos faz ter inveja dos nuestros irmanos e não permite que se lute contra tudo o que sonhamos e os princípios que defendemos. Somos um país de CAGÕES.
Aljubarrota e os Descobrimentos já lá vão. O 25 de Abril correu bem (até ver!).
E agora? O que fazemos para contrariar os roubos e as injustiças que são praticadas neste nosso tão lindo mas tão destruído país?

NADA
NADA
NADA


Eu sou uma pessoa simples. Trabalho para sustentar os meus. Pago TODOS os meus impostos.

Ultimamente comecei a ser mais humano. Ser pai (de 3) está a tranformar-me numa pessoa mais preocupada com o que vou deixar às minhas gerações futuras. Já reciclo e divulgo a reciclagem. Já evito consumos excessivos de água, luz e tudo o que se pode poupar.
Tudo isto não só por motivações económicas, apesar das dificuldades que todos nós portugueses passamos, mas tb porque estava farto de ser este PORTUGUÊS que deixa andar...

Estou farto.

Criei este Blog para se poder divulgar e expôr, cada vez mais, os podres do nosso país...
...MAS...
...não chega dizer mal e criticar. Pretendo fazer com que encontre uma solução para estas agruras da nossa sociedade portuguesa. Vamos todos discutir qual a melhor forma de tranformarmos este nosso Portugal num LINDO, PURO, SAUDÁVEL e JUSTO país.

Alguns de vós já me conhecem e conhecem o meu documento "Uma gota no Oceano chamdo Portugal". Continuem a contribuir para a tranformação da nossa "CASA". Não se calem. Tenham orgulho. Critiquem. Falem. Divulguem.

E peçam factura!

Um abraço
do vosso amigo Tiago Carneiro
publicado por TC às 23:38

links

Ganha dinheiro na Net

L-Image-4_1-216x54

tags

todas as tags

blogs SAPO