...este é um espaço que revela alguns "pecados" do povo tuga. Os nossos políticos são do pior... e o povo manso releva...
tags

todas as tags

19
Set
10
Um mau exemplo do Programa “Novas oportunidades e da Educação em Portugal no seu melhor !
Alguém que nos explique como é que isto é possível ?
A iniciativa Novas Oportunidades representa de facto “um novo impulso no caminho da qualificação dos portugueses”. Senão vejam este caso , a nosso ver Bizarro e que merece ser comentado, analisado e debatido para que não volte a a suceder :
Tomás desistiu da escola sem ter concluído o secundário. Graças ao programa ( novas oportunidades) criado pelo Governo para aumentar as qualificações dos portugueses, teve equivalência ao 12º ano em poucos meses e entrou na universidade com uma média de 20 valores, conseguida com apenas um exame de Inglês. Ainda assim, concorreu em igualdade de circunstâncias com todos os outros.
Oficialmente, é o aluno com a mais alta nota de candidatura ao ensino superior. Admite que beneficiou de uma injustiça.” ( Fonte : EXPRESSO )

BRAVO!!!!!!!!!
Parabéns Mª de Lurdes.......Sócrates.........e cúmplices...

Este rapaz até é honesto e diz "eu sou uma fraude"........."só não vou para medicina porque não quero".....
...obrigado amigo.
Tu és patriota!
Agora os outros...
publicado por TC às 01:38
De Anónimo a 20 de Setembro de 2010 às 14:55
É uma injustiça flagrante.
Como é possível que o ensino seja tão desvalorizado?
A importação destes modelos, que levam ao facilitismo, tem resultados destes.
E este "melhor aluno" poderá vir em breve a tornar-se num "licenciado à Bolonha, um mestre à Bolonha e até um doutor à Bolonha...".
E o desemprego espera-o, pelo que se seguirão programas de pós-doc, estágios e outros estratagemas para enganar as "estatísticas".
Mal vamos...mal iremos se todos nos calarmos.
Haja quem grite "O REI VAI NÚ!"

J
De João Rovira a 21 de Setembro de 2010 às 04:51
Não consigo fazer publicações do BLOG no facebook. Já tinha escrito para lá há umas 3 semanas e só agora voltei a tentar. Continua na mesma.

Revolta-me que este site esteja a ser censurado desta forma...
De Anónimo a 21 de Setembro de 2010 às 17:49
Então o exame a inglês foi uma fraude? A correcção desse exame foi favorecida? Ao criticarem estão a dizer que as universidades e politécnicos são uma fraude? Houve um exame, para o efeito, com estas criticas dizem que o ensino superior é uma fraude, porque se entrou teve que ter nota, a que área ele concorreu? Podemos dizer que alguns doutores e engenheiros não sabem ler?
Há gente que não teve oportunidade de estudar mas mesmo assim tem mais cultura geral e sabedoria do que alguns que estudaram toda a vida vasta ver os economistas que não preveniram a crise e o estado da justiça em Portugal, é só doutores!!!!!
De Tiago Soares Carneiro a 21 de Setembro de 2010 às 21:07
Caro anónimo,

ele próprio diz que é uma fraude!
O exame de inglês foi o que ele fez (deve ter sido um trabalhito que é o costume) nas Novas Oportunidades para ter o 12º ano em seis meses.

Andam os nossos jovens a queimar pestanas anos a fio (os que querem ser alguém) para depois se permitir que alguém faça em 6 meses o secundário e com média de 20!!! E equivale aos outros.

Este rapaz só não foi para medicina porque não quis (e pq sabe que nunca acabava o curso) mas se quisesse entrava e ficava um aluno com 18,5 de fora.

Acha normal?

...
De Anónimo a 22 de Setembro de 2010 às 00:25
Caro Tiago Soares Carneiro:

O seu comentário dispensaria que eu escrevesse sobre este assunto.
Mas penso que vale a pena voltar a falar da fraude que estas "oportunidades" constituem.
E o problema maior é que, uma vez instalados no ensino superior, querem facilidades idênticas...
E como os "números" ditam os financiamentos... um dia serão engenheiros ou doutores... incompetentes mas... infelizmente a construir as pontes que caem, a não saber tratar da saúde dos doentes, a ensinar mal (porque nem para eles sabem)...
Ai, Portugal, Portugal...
Cumprimentos
...
De Tiago a 22 de Setembro de 2010 às 22:25
Caro anónimo das 12:25 AM,

é o mesmo anónimo das 5:49PM?

Claro que sou contra as Novas Oportunidades.
Se fosse criado um programa que realmente habilitasse todos aqueles que deixaram os estudos e se arrependeram..... isso seria diferente.
Este modelo é um modelo meramente estatístico. Espremido, o conhecimento que alguém traz de lá é ZERO. O que interessa é melhorar as taxas de analfabetismo pois assim virá mais dinheiro da Europa...
De Anónimo a 23 de Setembro de 2010 às 08:56
O anonimato traz estas confusões.

Sou o J do comentário das 2:55, não sou o das 5:49 e volto a ser o das 12:25.

Aliás, a coerência do que defendo não se compreenderia de outro modo.

Corroboro o que escreveu no comentário que precede este.

A possibilidade de regressar aos estudos, para quem os abandonou precocemente, é uma decisão correcta, mas NUNCA deve ser deprezada a EXIGÊNCIA, o ensino SÉRIO e a escolha de programas que verdadeiramente fortaleçam o conhecimento.

Português e Matemática são fundamentais!!!

Desculpe, meu caro Tiago, o tempo que lhe estou a tomar.

Aceite os meus cumprimentos pelos textos que aqui coloca.

Viva a CULTURA!

Um País sem CULTURA, ou já não existe ou deixará de existir.

J.
De Anónimo a 25 de Setembro de 2010 às 20:11
nao costumo concordar com alguns posts (os da justiça), mas este concordo. e uma vergonha e uma AFRONTA para quem estudou e passou dificuldades!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

links
tags

todas as tags

blogs SAPO