Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Jardim da Celeste

...este é um espaço que revela alguns "pecados" do povo tuga. Os nossos políticos são do pior... e o povo manso releva...

...este é um espaço que revela alguns "pecados" do povo tuga. Os nossos políticos são do pior... e o povo manso releva...

O Jardim da Celeste

30
Abr10

GOVERNO PS adora pedófilos , violadores e assassinos

TC
SUPREMO REDUZ PENA A PEDÓFILO
Uma menina de oito anos foi raptada no caminho para a escola, fechada dentro da bagageira de um carro e abusada por um operário fabril num sítio ermo, em Cantanhede. Jaime Fernandes, o pedófilo, de 30 anos, viu agora os juízes do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) reduzirem-lhe a pena de oito para seis anos de prisão efectiva. E com o novo Código de Execução de Penas poderá sair em liberdade dentro de um ano e meio.

A redução da pena aplicada pelo Tribunal de Cantanhede, por rapto e violação agravado, em Novembro de 2009, deve-se ao facto de os juízes conselheiros terem substituído o segundo crime pelo de coacção sexual agravado.
A 1ª instância tinha dado como provado que, em Novembro de 2008, Jaime Fernandes, após o rapto e, num sitio isolado, despiu a menina e mandou-a deitar-se. Depois "despiu as suas calças, deitou-se em cima da vítima" e beijou-a na boca enquanto "friccionava a vagina da criança com os dedos". Para os juízes de Cantanhede estes factos configuram um crime de violação agravado, mas o STJ teve um entendimento diferente e reduziu o tempo de prisão em dois anos.
Com o novo Código de Execução de Penas, em que é possível requerer a liberdade após cumprir um quarto da pena, Jaime Fernandes poderá sair da cadeia dentro de um ano e meio. Mas, como apurou ontem o CM, há a possibilidade de até acontecer antes. É que o advogado do pedófilo já fez entrar no Tribunal de Execução de Penas um requerimento para que o seu cliente cumpra a decisão do STJ em prisão domiciliária, com pulseira electrónica, alegando motivos de saúde. Jaime Fernandes foi ainda condenado a pagar 20 mil euros à vítima e 2500 aos pais da menor, além de despesas hospitalares.

De 8 anos (que já é uma MERDA DE PENA) passou para 6 anos por raptar e violar uma MENINA DE 8 ANOS...

E pode até só cumprir ano e meio!!!!

CABRÕES!!!
Estes FDP não tem filhas?
Eu tenho e mato o Juiz que aplique uma pena destas a uma filha minha...
29
Abr10

+ dois golpes na Democracia Socrática

TC

José Sócrates voltou a perder o processo contra João Miguel Tavares. Um acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa deu razão ao jornalista e colunista, autor do artigo de opinião ‘José Sócrates, o Cristo da Política Portuguesa’, publicada a 3 de Março de 2009 no ‘Diário de Notícias’.

Pode ler-se no documento que “o texto em causa é um mero artigo de opinião e não uma notícia ou uma crónica. Ou seja é um texto no qual o seu autor apenas exprime uma opinião e, como tal, não está sujeito à regra da prova da verdade dos factos.”
Ao CM, João Miguel Tavares diz que nunca teve dúvidas sobre esta decisão: “Fez-se justiça! A tese de que um opinion maker tem de provar o que diz é absurda. Afinal qual é a liberdade de opinião?”
O primeiro-ministro apresentou uma queixa-crime contra o colunista depois deste, no referido artigo, tê-lo acusado de falta de “decoro” e de “moral”. João Miguel Tavares apontou ainda “a sua licenciatura manhosa”, “os projectos duvidosos de engenharia na Guarda”, “o apartamento de luxo comprado a metade do preço” e o “cada vez mais estranho caso Cova da Beira”.
José Sócrates já tinha apresentado o caso ao Ministério Público e ao Tribunal de Instrução Criminal, onde acabou por ser arquivado.

Médicos multados em milhares de euros por escreverem a Sócrates em papel do hospital - Em 2006, com a polémica do encerramento de maternidades ao rubro, dois médicos do Hospital da Guarda - agora Unidade Local de Saúde da Guarda (ULSG) - escreveram a José Sócrates pedindo que clarificasse a sua posição quanto à situação que envolveria este hospital, assim como os de Castelo Branco e Covilhã.
Na altura questionava-se se alguma das maternidades fecharia e, se sim, quais estavam em causa.
Para o primeiro-ministro seguiu essa missiva com um abaixo-assinado subscrito por 56 clínicos e, um dia depois, a iniciativa foi reportada pelos médicos a mais 17 entidades.
Uma dessas entidades era a direcção do próprio hospital que, ao tomar conhecimento do conteúdo dos envelopes, ordenou que fossem retidos e enviados para o Ministério Público (MP) com uma queixa por «burla e/ou abuso de poder» e uma outra por «difamação e injúria».
Fernando Girão, que se mantém à frente da ULSG, alegava que tinham sido usados indevidamente recursos do hospital e instaurou, internamente, processos disciplinares aos dois clínicos, acusando-os também de induzirem Sócrates em erro, dando a entender que as dúvidas que levantavam eram também do hospital.
Segundo o Público, os médicos defenderam-se dizendo que o assunto era profissional e por isso usaram os recursos da instituição, mas Girão não entendeu assim e sancionou-os com multa e demissão. A segunda pena fica, para já, suspensa, mas as multas de 17.766 euros a um e de 15.106 euros a outro mantêm-se.
Entretanto, o MP concluiu a sua investigação e aponta num sentido diferente, dando razão aos médicos que «usaram o papel timbrado para assuntos relacionados com a sua profissão e não para questões particulares». Por outro lado, o despacho citado pelo Público refere ainda que o presidente da ULSG foi acusado por violação de correspondência.
26
Abr10

Se for verdade é boa pessoa e bom político (CASO RARO)

TC
MOITA FLORES - FINALMENTE UM EXEMPLO DECENTE

Enquanto autarca aceitarei prendas que possam ser encaminhadas para o Banco Alimentar contra a Fome.
Quando tomei posse como presidente da Câmara de Santarém fui confrontado com a quantidade de prendas que chegavam ao meu gabinete.
Era a véspera de Natal . Para um velho polícia, desconfiado e vivido, a hecatombe de presuntos, leitões, garrafas de vinho muito caro, cabazes luxuosos e dezenas de bolos-rei cheirou-me a esturro. Também chegaram coisas menores. E coisas nobres: recebi vários ramos de flores, a única prenda que não consigo recusar.
Decidi que todas as prendas seriam distribuídas por instituições de solidariedade social, com excepção das flores . No segundo Natal a coisa repetiu-se. E então percebi que as prendas se distribuíam por três grupos. O primeiro claramente sedutor e manhoso que oferecia um chouriço para nos pedir um porco. O segundo, menos provocador, resultava de listas que grandes empresas ligadas a fornecimento de produtos, mesmo sem relação directa com o município, que enviam como se quisessem recordar que existem. O terceiro grupo é aquele que decorre dos afectos, sem valor material mas com significado simbólico: flores, pequenos objectos sem valor comercial, lembranças de Natal .
Além de tudo isto, o correio é encharcado com milhares de postais de boas-festas que instituições públicas e privadas enviam numa escala inimaginável. Acabei com essa tradição. Não existe tempo para apreciar um cartão de boas--festas quando se recebe milhares e se expede milhares.
Quanto às restantes prendas, por não conseguir acabar com o hábito, alterei-o. Foi enviada nova carta em que informámos que agradecíamos todas as prendas que enviassem. Porém, pedíamos que fosse em géneros de longa duração para serem ofertados ao Banco Alimentar contra a Fome. Teve um duplo efeito: aumentou a quantidade de dádivas que agora têm um destino merecido. E assim, nos últimos dois Natais recebemos cerca de 8 toneladas de alimentos.
Conto isto a propósito da proposta drástica que o PS quer levar ao Parlamento que considera suborno qualquer oferta feita a funcionário público. Se ao menos lhe pusessem um valor máximo de 20 ou 30 euros, ainda se compreendia e seria razoável. Em vários países do mundo é assim. Aqui não. Quer passar-se do 8 para o 80. O que significa que nada vai mudar. Por isso, fica já claro que não cumprirei essa lei enquanto funcionário público. Enquanto autarca aceitarei prendas que possam ser encaminhadas para o Banco Alimentar. E jamais devolverei uma flor que me seja oferecida.

Francisco Moita Flores, Professor Universitário
26
Abr10

Doidos!!!! Somos todos doidos...

TC

Empresa pública endivida-se para comprar imóveis ao Estado - É esta a forma de baixar o deficit..........Agora mostram serviço e milhões a entrarem e depois quem vier a seguir que pague.............OS NOSSOS FILHOS E NETOS!!!

Violência doméstica - 156 querem aulas em vez de cumprir pena na prisão - E que tal PRISÃO e aulas??? Este país está mesmo feito para os criminosos!!!
21
Abr10

Notícias do dia (21/04/2010)

TC
Faro: Traficante detido pela PSP
EUA: Homicida executado
Porto: Carro incendiado

Carlos Encarnação: Facebook cortado
Inês de Medeiros: Viagens pagas

Grupo têxtil Maconde está cada vez mais perto da falência
Governo alicia funcionários públicos em mobilidade especial a trabalhar nas IPSS
PSD tem "plano B" para poupar 1700 milhões

Défice do trimestre fica um pouco abaixo do de 2009
PEC e ajuda aos gregos não afastam cenário de falência em Portugal

Incêndio causa alarme na Baixa
Recuperadas peças de ferro roubadas
PT negociou TVI três vezes com Pais do Amaral

PSD apresenta plano B do PEC e garante poupança de 1700 milhões

Castigos corporais. Reguadas fazem bons alunos
Pais do Amaral: "A PT não informaria o governo"
Terminal de Alcântara. Concessão à Mota-Engil é inconstitucional
Dois adolescentes morrem afogados em lagoa artificial
Avastin pode ser usado pelos hospitais mas só para cancro do recto

Inapa acorda compra de unidade de distribuição de papel espanhola
Último ditador argentino condenado a 25 anos de prisão
Como se processa a doação de órgãos em Portugal
Heathrow volta a receber voos após 6 dias de paralisação
Jovens de todo o mundo dão cor a nova iniciativa da Benetton


Portugal leiloa mil milhões de euros em Bilhetes de Tesouro
Barril de Brent abre a subir 0,62 dólares para 85,42 dólares
Bolsa de Tóquio fechou sessão em forte alta
Wall Street encerra em alta animada por resultados positivos
Portugal já é 2º maior risco na Zona Euro

Super Inter verga o campeão Barça por 3-1 antes da segunda mão
Preservativos nas missas de Bento XVI
Decisão de voar deve privilegiar segurança e não questões económicas
Ministra promete melhorar a resposta ao problema dos casais inférteis
Maniqueísmo Judiciário
20
Abr10

Atenção, Alerta de Ataque na Blogosfera!...

TC







Pois aconteceu: você, que costuma ir ver dois dos grandes criadores de imagens satíricas da Blogosfera, o "We Have Kaos in the Garden" e o "Portugal dos Piqueninos", ao entrarem lá, apanham agora com a chancela da censura em cima.
Cauda da Europa, chiqueiro de Sócrates e Cavaco...

(Trombetas de alerta, no "Arrebenta-SOL", no "Democracia em Portugal", no "Klandestino" e em "The Braganza Mothers")
20
Abr10

Violador libertado............SÓ FALTA DAREM-LHE UMA MEDALHA

TC
Li algures que ontem num tribunal de Braga um violador de crianças foi libertado.
Foi APENAS condenado a uma pena SUSPENSA e a pagar à família da vítima 35.000€.
"O colectivo de juízes decidiu pela suspensão da execução da pena por o arguido se ter manifestado arrependido e não ter cadastro".

Ora bem, fica então aqui estipulado o PREÇO a pagar por sexo infantil. 
Por 35.000€ pode-se VIOLAR uma criança desde que seja a 1ª vez e se arrependa (ou diga que sim).


Estes Juízes não tem filhos? E netos?
FDP!!!**#*#%//?!!

CAMBADA DE POLÍTICOS PEDÓFILOS QUE PERMITEM ESTA MERDA!!!!
20
Abr10

"Everybody Hurts" music by REM

TC
Beba mas não conduza!
Conduza mas não beba...

...beba com moderação pois o alcool também é um grave problema no nosso país. Há muitos lares destruidos pela bebida. Muitas crianças violadas pela bebida. Muitas mulheres espancadas pela bebida. 

20
Abr10

A Viagem a Praga (d'après Morike)

TC
Imagem do Kaos

Para os mais inocentes, convem recordar que a Viagem a Praga começou em 1985.

Era uma vez um saloio, filho de um homem de uma bomba de gasolina, que tinha ido tirar um canudo lá fora, e, por isso, se "achava".
Naquelas eras, pagar um curso a um saloio, em Inglaterra, não era para todos, mas, nem por isso, deixava de ser mais uma manifestação de saloice.

Partiu saloio, saloio voltou, e saloio se meteu num célebre Citroën, que foi à Figueira da Foz fazer a chico-espertice de uma rodagem saloia: lá dentro, ia um saloio, apostado em trair um Bloco Central, chefiado por Mário Soares, pessoa que nunca foi muito boa em contas, mas tinha acabado, com Ernâni Lopes, de equilibrar Portugal, à justinha, muito à justinha, na beira de um abismo pré-Europeu.

O saloio era eurocético, o que quer dizer que não sabia onde ficava a Europa... não, estou a ser injusto... quando submetido a testes de aptidão, sabia dizer, dez vezes mais rápido onde ficava Boliqueime do que Praga, e eurocético continuaria, se não tivesse havido uns javardolas, da sua área de adoção -- qualquer servia, já que o Antigo Regime estava extinto... -- que lhe assopraram aos ouvidos de saloio que Europa=Dinheiro. Ora, o saloio tinha um doutoramento em dinheiro, e achou que era a altura de dar a facada na Política, para que os compadres enchessem os bolsos de matéria prima.
Como qualquer saloio, era menos de roubar do que de deixar roubar, e, em seu redor, reuniu todas as estratégias que permitissem ordenhar o último Brasil e as últimas Especiarias que Portugal conheceria.

Deixou obra feita: estradas com curvas da morte, linhas férreas arrancadas, o litoral cheio de casinhas de pacóvios, as esquinas, onde antes havia pastelarias, infestadas de bancos, ladrões, drogados e polícias. Como só conhecia a posição do seminarista, alinhou, com o seu amigo, Reagan, a sopeira Tatcher e o mineiro Ratzinger, numa coisa que matava os seres contra a Natureza, e que se chamava Sida. De caminho, foram alguns hemofílicos, mas a co-culpada foi ilibada e promovida, já que num país de cegos, o melhor é mesmo chefiar um instituto para os olhos. Inaugurou a roleta russa da Bolsa do toca e foge; abriu a banca aos apaniguados de S. Balaguer, roubou no alcatrão das estradas, e tornou célebres nomes dignos da Chicago dos Anos 20. Os Tribunais, que vinham dos tempo dos Tribunais Plenários, do Sr. Salazar, adoraram, e, em vez de prender, tornaram heróis caras muito conhecidas, como Ferreira do Amaral, Mira Amaral e o célebre Cardoso e Cunha, muito conhecido dos tráficos e da falência. Foi a era gloriosa do "Major", do satélite português e do Centro Cultural de Belém, que custou duas vezes o Guggenheim, de Bilbao. Na Cultura, pontuava do alto do Órgão Oficial da Coisa, o "Expresso", uma rameira, Ferreira Alves, cuja incultura ditava os "nóbèles" da casa, uma bichona, o Melo, que percebia tanto de Pintura quanto eu de Futebol, e mais uns merdas afins. Santana Lopes chegou a ser Secretário de Estado desse bolo; Ferreira Leite, da Educação (!), e os Ministros e Secretários de Estado iam caindo, ou à pala de taveiradas, ou de Pedofilia, ou com anedotas sobre o alumínio da hemodiálise, ou, tão-só, porque sim.
Com Cavaco, passámos das árvores de plástico do Setor Primário para os depósitos diretos na Suíça, do Terciário, e quem os não fez é porque foi parvo.
A Função Pública era então feliz, porque não se chegava a reformar: apenas se esperava que morresse, na paz do senhor Ratzinger.

Cavaco era um cobarde, mão sempre suadas, e, pela primeira vez, desde Salazar, mandou disparar sobre uma multidão, pelo gatilho de Dias Loureiro, um gajo que o Sistema adorava e que depois chegou onde chegou, passando por onde passou. Foram os dias em que mais suou, e, quando os Portugueses se livraram da Praga, já estavam irremediavelmente na Cauda da Europa.

O resto é ainda mais público: veio o Guterres, que achou que um país lá progredia com generosidades, e deixou crescer todo o tipo de monstros, desde Fundações a Redes Pedófilas, beatizando o Estado através do crime de colarinho branco, reciclando Comunistas mal paridos, e atirando os Portugueses para dívidas perpétuas a Bancos e Construtores Civis.

Com Cavaco, fora o direito ao frigorífico; com Guterres, inaugurava-se o direito ao friso de azulejos, na Brandoa; para os poucos outros, era o alegre viajar pelos "off-shores".

Um dia, caiu uma ponte, em Entre os Rios, felizmente, por causas naturais, e o ciclo inverteu-se, com o último Ministro a demitir-se, e o Picareta Falante a fugir, depois de perceber quem eram Ferro Rodrigues, Jaime Gama e o Paulo Pedroso.
Chamou-lhe "pântano", porque estava com a boca pegajosa, nesse dia: eu chamar-lhe-ia hoje outra coisa bem pior...

Inaugurado o Declínio, Barroso, um dos mais sinistros invertebrados de Cavaco, proclamou a Tanga do Livrinho Vermelho, e o Portas entretinha-se com renegociar submarinos, onde tanta a gente metera a unha que também a unha achava dever seu meter, e lá meteu.
A viuvinha, Nobre Guedes, abatia sobreiros, e inaugurava a substituição do Banco de Portugal pelo BES.
Um dia, à medida que as cinzas vulcânicas iam encobrindo os céus, desataram todos a fugir: um Maçon cor de cenoura a dar golpes de estado palacianos, e a surgir da sombra o derradeiro Carrasco de Portugal.
Sócrates não era um Político, era um emissário do Fim da Coisa, não fosse a mãezinha dele daquelas de bater às portas, a anunciar o Fim dos Tempos. Brevemente, até disso ficará desempregada.

Entre estas pragas, prosseguíamos para Praga, o Saloio de Boliqueime já senil, convencido de que estava no Estado Novo, pôs a Maria a subir-lhe as bainhas para dois mandatos, até que o Senhor Havel, na República Checa, lhe perguntou se não estava assustado com o estado do País dele, que, por acaso, até é o nosso, mas o outro não percebeu, porque, mesmo sem país, o segundo mandato é mesmo para cumprir.

Feitos a caminho, já de "caminhete", voltaram aos tempos áureos da sua essência, o sacolejão de estrada, a valise atada com cordões, a água-pé que oscila de boca em boca, a corcunda com a cabeça deitada nos joelhos dos fatos vincados do seu Aníbal, outra vezm vinte aninhos, cantarolando musiquinhas do tempo em que as moçoilas eram virgens, e perguntando, "amor, não percebi aquela do devermos estar preocupados?... Eu não vou voltar a ser Primeira Dama para o ano"?
Pois é, claro que vais: estás à distância disso de um telefonema para o Garrafão de Águeda, que quer pôr o vinho a substituir a gasolina nas rodagens dos citröens, benzó-deus, e mesmo que não telefones, a Irmã Lúcia obrará esse milagre para ti.

Na Alemanha, mandaram parar as "caminhetes", convencidos de que ali vinha mais um bando de Turcos, para poluir as "banlieux" de Berlim, mas a Maria acenou lá do fundo, e, depois de encostada ao compartimento das bagagens, revistada, e apalpada em todas as partes -- as Turcas e as Romenas traficam coca na Boca da Servidão... -- foram reconhecidos "Portugueses", pelo passaporte da mulher de bigode da Saúde, e deixados seguir viagem -- quanto mais depressa fora de aqui, melhor!... -- , a caminho da Bancarrota. Só a Katia Guerreiro ficou com o telefone dos "Polizei", para o caso de precisar de algum cilindro desentupidor da garganta.

Nós, por cá, todos bem.
Escapámos, como escapamos sempre, às cinzas, e o Figo já começou a limpar a imagem, dizendo que "tem orgasmos com o Messi", na velha tradição portuguesa do homoerotismo do "Esférico".

Assim terminou a Viagem a Praga.

Durou 26 anos, e foi um pouco como Marco Polo, partiu ainda de Veneza próspera, mas, já chegado, tinha, à sua espera, uma bela e justificada Bancarrota.

(Quádruplo vómito, no "Arrebenta-SOL", no "Democracia em Portugal", no "Klandestino", e em "The Braganza Mothers")

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

TACHOS E CUNHAS

PETIÇÕES

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D