...este é um espaço que revela alguns "pecados" do povo tuga. Os nossos políticos são do pior... e o povo manso releva...
tags

todas as tags

11
Jul
08
O Sr. mente, mente, mente...
Com muita pompa e forrobodó da propaganda o nosso 1º veio mostrar um acordo com a Nissan para a produção em Portugal de Veículos Eléctricos (EV). Eu até estava a achar interessante a ideia pois já era sem tempo de se optar por um transporte que já circula em muitas estradas da Europa à uns anos.

MAS.....

Depois "acordei" para a realidade ao ouvir o aldrabão. ELE disse que "está a estudar a forma de que os VE venham a pagar apenas cerca de 30% do IA dos restantes veículos..."

MAS.....

Na legislação em vigor os EV (veículos eléctricos pros burros que ainda acreditam nesta merda de governo) pagam ZERO de imposto automóvel!!!!!!

ZERO!!!!

Esta é a forma de criar um imposto de 30% e fazer propaganda de que se vai retirar 70% de algo que não existe. Pensem comigo: 70% de 0 é Zero. É este o desconto para os EVs.

Então eu traduzo as palavras do Pinóquio: "estou a estudar a forma de criar um novo imposto pois se esta merda for para frente tou f*****.... vou perder o meu tacho.... a GALP não vai gostar nada.... mas compensa com a EDP.... e depois crio um sistema de troca de baterias com aluguer à GALP.... é isso.... isto é bom negócio....."


Agora umas perguntas que vi num local que realmente se interessa pelos EV:
1. O que é que foi assinado exactamente (memorando???) Qual foi exactamente o compromisso? E prazos?
2. Que frota é que a Nissan vai apresentar? Micras e Clio VE ou aqueles de três lugares? São veículos urbanos ou mais generalistas? De onde saiu a tal autonomia de 200km? Existem mais especificações, nem que seja como objectivos a atingir?
3. Como é que funciona este tratamento das baterias como se fossem bilhas de gás?? É este o sistema que propuseram aos israelitas ou é um acordo daqui para incluir Galps e afins? Fará sentido restringir outras companhias a este formato para combater as críticas de autonomia?

4. Esta infraestrutura publica de carregamento seria gratuita ou paga? Aparentemente na Dinamarca e em Londres planeiam que seja gratuita até os VE's serem 15% da frota total.

Actualização do post:
Hoje dia 11 já há algumas notícias referentes a este facto. A QUERCUS já disse que o Pinóquio mente. No JN e no Público.
publicado por TC às 00:26
De Anónimo a 11 de Julho de 2008 às 00:47
Precisamos da sua ajuda!!!

Grupo armado auto-denominado ' Mensageiros de A-Ka ' raptou esta manhã um grupo de deputados que se encontrava nos gabinetes da Assembleia da República (felizmente que às 11 horas não estavam lá muitos).

Estão a exigir o pagamento de 15.000.000 ,00 euros em troca da sua libertação.

Se não for pago dentro de 24 horas, vão regá-los com combustível e queimá-los vivos.

Estamos a organizar uma colecta e necessitamos da sua ajuda !!!!

Conseguimos atá agora:


- 580 litros de gasolina Sem Chumbo 95
- 320 litros de gasolina Sem Chumbo 98
- 125 litros de gasoleo
- 175 de gasoleo agricola
- 78 caixas de fosforos
- 21 isqueiros

Não mandem álcool, pois o mesmo pode vir a ser consumido pelos deputados.

Aceitam-se tambem botijas de gás.

Se você apagar esta mensagem, é porque não tem coração...Por favor, leia e ajude...

PORTUGAL PRECISA DE SI !!!
De AP a 11 de Julho de 2008 às 09:55
Grande Tiago! Quem fala assim não é gago! Estou contigo.

E já agora sabias que várias marcas testam há anos, com sucesso, veículos movidos a hidrogénio líquido, cujo único resíduo é água destilada?! A BMW é uma delas! Vê aqui: http://www.articleset.com/Automovel-e-caminhoes_articles_pt_A-idade-do-hidrogenio-comecou-para-BMW.htm

Com uma tecnologia destas e com resultados já comprovados, de que estão há espera para o lançamento??? Está mais do que claro o imenso e inimaginável poder das petrolíferas!
Mas esta situação agrada a governos e empresas, porque por enquanto o valor destes veículos (eléctricos) ainda é barato, mas assim que for anunciado que é impossível aumentar a produção de petróleo, o seu valor será super-inflacionado! Vai uma aposta?
De A. João Soares a 11 de Julho de 2008 às 15:54
Do poder económico nada se pode esperar senão a procura de mais lucros. Ma dos políticos, como representantes e defensores dos interesses do povo, esperava-se que contivessem as ambições das grandes empresas, para evitar a exploração imoral e desenfreada dos mais carecidos da poder de compra.
Mas há troca de favores de que os políticos virão a ser beneficiados por «tachos dourados» e «reformas milionárias».
Um abraço
A. João Soares (http://domirante.blogspot.com/)
De Anónimo a 11 de Julho de 2008 às 16:05
Quando se referiu aos 30 por cento de pagamento sobre a cilindrada do imposto automóvel [o primeiro-ministro] estava a referir-se ao caso de se aplicar o regime geral. Mesmo nesse caso, no regime geral, pagaria apenas 30 por cento", defendeu o assessor de imprensa de José Sócrates.

Quem é este cromo?
Das duas uma, ou esta a tentar desculpar a burrice do patraozinho ou ta a chamar burros aos portugueses, ja que, como diz o Tiago, os chamados EVs nao pagam IA mas este gajo vai arranjar maneira de criar um imposto e depois retirar 70% e vangloriar-se
De Anónimo a 11 de Julho de 2008 às 19:12
Se duvidas houvesse...!
De Anónimo a 14 de Julho de 2008 às 18:48
Os carros eléctricos não são a solução porque para haver energia eléctrica continua a ser preciso queimar combustíveis fosseis. Só se se criasse centrais nucleares para a produção de energia eléctrica. Para a produção de hidrogénio creio que se põe o mesmo problema, é preciso energia.
De Anónimo a 15 de Julho de 2008 às 11:47
Com esse indivíduo já não tenho dúvidas, é aldrabão de certeza!
De Tiago Soares Carneiro a 15 de Julho de 2008 às 12:13
Anónimo
"Os carros eléctricos não são a solução porque para haver energia eléctrica continua a ser preciso queimar combustíveis fosseis. Só se se criasse centrais nucleares para a produção de energia eléctrica. Para a produção de hidrogénio creio que se põe o mesmo problema, é preciso energia."

Mas é um avanço. Mais vale andar com um EV que não queima petróleo. A produção de energia já é cada vez mais limpa.
Não é o ideal? Não é.
Mas é bem melhor.
De Anónimo a 25 de Agosto de 2008 às 17:24
A escola superior de tecnologia de Viseu converteu um Volvo para energia eléctrica. Mas o governo prefere o caminho fácil (importar tecnologia, não qualificar os nossos cérberos, vender o país às multinacionais). Facto curioso a conversão do dito Volvo possui performances maiores nalguns alpectos que muitos carros eléctricos (EV1 Chrysler), e como foi feita à Tuga (sem cheta claro) ficou muito mais barata.

Assim vamos (para o precipício do esquecimento)...
De Anónimo a 31 de Março de 2009 às 18:42
temus um primeiro de mer..........................................................................................................................a

links
tags

todas as tags

blogs SAPO