...este é um espaço que revela alguns "pecados" do povo tuga. Os nossos políticos são do pior... e o povo manso releva...
tags

todas as tags

20
Nov
08
Imagem topo de gama do KAOS
Basta olhar para a imagem para perceber que era demasiado boa para não me inspirar. Do meu ponto de vista, só peca por um pequeno defeito: a nossa realidade é, hoje, ainda mais chocante, e bem pior.
Vamos por partes, como fazia o Jack, às moças que estripava:
Comecemos por Dias Loureiro. Tenho Dias Loureiro no mesmo patamar de execração de Proença de Carvalho, embora em baço, para usar uma sinestesia, e os baços, os pardos, os sonsos, como toda a gente sabe, são os piores. Este é, objectivamente, o juízo da mesa de café. O institucional, substancialmente mais grave, é que essa... coisa tem assento no Conselho de Estado, que é uma espécie de mini-Senado que o Presidente da República, quando existe -- o que não é o caso presente, em 2008 -- consulta, para tomar decisões dramáticas, como foi o caso do Golpe de Estado dado por Jorge Sampaio, contra a coligação PSD/CDS. Ora acontece que eu acho que o Sr. Loureiro devia estar na cadeia, e não em posição de poder aconselhar um homem fraco, cobarde e enfermo, como Aníbal, sobre qualquer golpe de rins político que lhe possa passar pela testa.
Podem perguntar-me o que sustenta Dias Loureiro, e só me vêm à cabeça andaimes sinistros, como os que mantêm Pinto da Costa, embora esse seja mantido por instituições que nos são mais familiares, como as Mafias Italiana, Russa e Turca, gente séria, portanto.
A deriva vai agora para a primeira novidade da noite, porque há uns passarinhos que me trazem, de quando em vez, umas novidades e rumores, que tenho o maior prazer em compartilhar, nesta hora tardia, convosco. Essa novidade é que -- e aqui vai um grande abraço para o Xatoo, uma das pessoas com informação superlativa, na Blogosfera, que, numa célebre noite de Novembro de 2005, me forneceu, por email, as conexões entre o suporte eleitoral de Cavaco Silva e a Opus Dei. Esse email valeu-me a limpeza radical de um computador, uma invasão de telemóvel, e o varrimento de um PDA e destruição de um Ipod, a 6000 Kms desta chafarica. Mal eu sabia que era a ponta do icebergue.
Muito se tem escrito sobre o BPN e as suas estranhas conexões. O que me chegou hoje, e investigue quem quiser, é que essa nobre instituição injectou milhões, para que o "lobby" cavaquista conseguisse colocar na Presidência da República aquela pungente assombração que por lá agora se arrasta. Dando um dos meus saltos, nós, Portugueses, estamos a pagar, com os nossos impostos, a campanha eleitoral de um manequim da rua dos fanqueiros, completamente obsoleto, humana, ideológica e politicamente.
Tomem e embrulhem, como diz a ralé.
A segunda novidade é um tal de BPP, Banco Privado Português, onde umas modestas 3000 famílias depositavam as suas "economias", e que vai agora avançar para a muleta financeira do Estado, que nós vamos pagar, ou seja, não havia dinheiro para as reformas das velhinhas, a Segurança Social ia falir, as urgências e maternidades fechavam, as auxiliares de 400 € por mês eram congeladas, mas, "suddenly last October", apareceu um fundo de maneio para impedir que as "economias" de 3000... desculpem-me a expressão, CABRÕES, fossem pelo ralo adentro. Ao ouvir o cavalheiro que geria essa porcaria, e que se dava com gente simples, honesta e de respeito -- ouvi, por alto, Berardo, Jardim Gonçalves e Sousa Cintra (o ex-amante do Conde Caria) -- a dizer que ia escrever um livro, só me lembrei do poema "TÃO", do outro gajo, do BCP, e fiquei tão cheio de vontade de agarrar numa metralhadora e desfazer a televisão que só tive pena de não ser um No Name Boy. Infelizmente, sou um público With Name Man, mas a vontade cá fica, bem forte e contida.
Nesta escalada do País das Maravilhas, à beira de uma coisa má que vai acontecer, mais dia, menos dia, entramos no tema preferido dos nossos quotidianos, a Educação, não no sentido clássico do termo, mas no sentido de "hoolliganismo" de que o termo hoje se revestiu. As sms entre alunos tornaram-se frenéticas, e todas apontam, sempre, no sentido de uma espécie de forma de GPS, a tentar informar onde, quando e por onde a Sinista Ministra e os seus sicaios vão viajar, ou estar, para os fazerem passar por sucessivos actos de humilhação e violência.
Tudo isto é insustentável, e tudo isto aponta para um intervenção, que, se não vier do Palácio da Bandeira de Croché -- senhores radicais, quando saltam a barreira e apeiam, simbolicamente, aquele vexame da Nação?... -- terá, inevitavelmente, de vir de qualquer lado.
A novidade, hoje, parece que era um email-isco, das DREs, a pedir, informaticamente, que se preenchessem grelhas de objectivos. Conheço gente que respondeu, laconicamente, com "FALECIDO", "JÁ NÃO MORA CÁ", ou "DEITAR ABAIXO, ATÉ DEZEMBRO, O ESCÂNDALO QUE OCUPA A 5 DE OUTUBRO".
Valentes exemplos.
As melhores, todavia, estão para vir: neste frenesi de sms e emails, que não repercute só o mal-estar de milhões de Professores, Alunos e Encarregados de Educação, que têm as costas quentíssimas, mas pelo apoio generalizado da Função Pública -- 700 000 -- diz-se, que estão a ver no que isto dá, para avançarem em outras frentes, mais os Médicos, que também serão "avaliados" (!), a Magistratura e as Forças Armadas, garante da Democracia, que estamos a ver por um canudo, ah... sim, dizia eu... no meio deste frenesi de sms e emails, chegou qualquer coisa de extraordinário, que se terá de confirmar, e que é o Currículo da Incompetente da Educação, publicado por Ilídio Trindade: "a Drª Maria de Lurdes tirou o antigo 5º (actual 9º) ano e ingressou no Magistério Primário (naquele tempo eram dois anos de curso). Deu aulas na Primária até se inscrever no ISCTE (com o 5º ano + 2 anos de Magistério Primário! ). Ao fim de 5 (CINCO) anos de estudos em curso nocturno, saiu com um DOUTORAMENTO que lhe permitiu dar aulas(?!) no ISCTE, por acaso onde o sr. engenheiro fez após-graduação (mestrado?) a seguir à 'licenciatura' da Universidade Independente."
Tal como o Carrilho, nunca foi avaliada em coisa nenhuma, excepto na sua fidelidade canina ao ISCTE, comumente conotado com os "Ballets Bleux", da Pedofilia, e já que falámos do tema da Pedofilia, igualmente me chegou hoje um pequeno pormenor, "la petite histoire", que nos demonstra, dia atrás de dia, que a Realidade não é bem o que nos querem fazer engolir, e está no nível dos piores pesadelos.
Aproveito para dar os parabéns à SIC, que, desde que o Patrão de Bilderberg começou a obrigar os jornalitas a rescindir contratos, voltou a ser um Órgão de Informação correcto e militante. Brevemente, estarão todos no 5º Canal de Televisão, da Zon, a servir o Sr. Rangel, mas isso é um episódio próximo desta degradante telenovela. Foi a SIC que hoje nos mostrou os Sindicalistas a abandonar a reunião de 2 minutos com a Ogreza da 5 de Outubro, os alunos a insultarem-na generalizadamente, a CGTP a ser impedida de entrar nos CTT -- um dos maiores coios de mafiosos de que há memória neste país -- e onde está tudo o que é filho da Corja Política (até a minha prima, imagine-se...), e o tal gajo do BPP, que depois de ter gerido mal as fortunas, vai escrever um livro (!)
Uma das coisas mais saudáveis que Portugal tem é a facilidade com que se escrevem livros. Deve ser uma espécie de "Rio das Flores" do Colapso Financeiro...
Falávamos da SIC. Já roçou o sublime e a sabujice. Lembro-me da prisão de Paulo Pedroso, por mão própria do destravado Rui Teixeira. Deixo-vos mais uma pequena história, para vos fazer insónias. Lembram-se da anedota do pobre do Guterres que não sabia fazer contas?..., pois não sabia: acabara de sair do Hospital de Coimbra, com a certeza quase certa de que iria ficar sem a mulher. Experimentem fazer um discurso sereno, numa situação dessas...
Foram intoxicados até à medula com a versão de que a prisão do Pedroso, coitadinho, que também acha que a Avaliação Docente é para levar até ao fim... talvez sim, mas com a moeda de troca de levarem, também, o "Casa Pia" até... ao fim.
Aceita a aposta, Sr. Pedroso?...
Pois olhe, vou aqui também revelar aquilo que o Sr. até sabe, mas a maioria das pessoas deste país desconhece: Rui Teixeira foi ao Parlamento -- lembra-se desse dia de glória?... -- com o pretexto de o buscar, mas para esconder, mediaticamente, o que realmente lá ia fazer: interrogar, em gabinete privado, uma figura bem mais grada do que a sua cara de nádega, e da Direita Portuguesa.
Essa é a novidade com que vos deixo hoje, para que as vossas insónias ainda mais se agravem.
Investiguem, até onde quiserem.
Temos de ser uns para os outros, não é?...
Boa Noite.

(Pentagrama degradado, no "Arrebenta-SOL", no "A Sinistra Ministra", no "Democracia em Portugal", no "KLANDESTINO", e em "The Braganza Mothers")
publicado por TC às 02:47
De Anónimo a 22 de Novembro de 2008 às 19:21
Tas a referir te ao paulo portas?

links
tags

todas as tags

blogs SAPO