...este é um espaço que revela alguns "pecados" do povo tuga. Os nossos políticos são do pior... e o povo manso releva...
tags

todas as tags

20
Abr
08
Espectacular...
publicado por TC às 18:48
De Maio a 20 de Abril de 2008 às 19:16
Só podemos confiar em nós! (http://cantigasdomaio.blogspot.com/2008/04/s-podemos-confiar-em-ns.html)
Quando toca a marchar, muitos não sabem que o inimigo marcha à sua frente.
Cartilha de Guerra Alemã, Bertolt Brecht

Travámos uma das lutas mais participadas e intensas de que há memória. Estivemos unidos e mobilizados como nunca. Fizemos a mais grandiosa manifestação de professores que alguma vez aconteceu. Conquistámos as atenções da comunicação social e conseguimos a simpatia da maior parte dos fazedores de opinião. Toda a oposição política, da direita à esquerda, e mesmo algumas personalidades do partido do poder, estiveram connosco. Pusemos o Primeiro-Ministro à beira de um ataque de nervos e a Ministra da Educação com a demissão à vista. Em suma, tivemos tudo para vencer o combate e, afinal, acabámos por morrer na praia.
Quem ganhou em toda a linha foi Sócrates. Segurou Maria de Lurdes Rodrigues e mantém, no essencial, a sua política educativa e o seu modelo de avaliação. Por isso, canta vitória (http://clix.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/292620).
Nós, pelo contrário, temos é razões para estar desiludidos, indignados, revoltados. Não apenas porque nenhum dos principais objectivos da nossa luta foi alcançado mas, sobretudo, por termos sido utilizados como moeda de troca e vergonhosamente traídos. De forma calculista, ignóbil, pérfida. Ao mais alto nível, como aqui (http://educar.files.wordpress.com/2008/04/expresso-2.jpg) é relatado.
Caso para perguntar: com dirigentes destes quem precisa de inimigos?
Infelizmente, só podemos confiar em nós. É o que iremos fazer!
De Anónimo a 20 de Abril de 2008 às 21:37
À falta de tabaco e de Prozac na nossa instituição, devemos aproveitar para cantar o:

Bilu, Bilu, Biluzinha,
 Ai como eu adoro a Miluzinha...

Nós aqui achamos a Milu tão sexy que já pedimos ao sr. director para mandar colocar no refeitório um poster da Milu quando estava a falar na Assembleia de S. Bento da Porta Aberta. O sr. director até achou interessante, mas ficou de estudar o assunto, já que receia manifestações anarquizantes por parte dos internados em virtude do sex appeal da retratada.
De Arrebenta a 20 de Abril de 2008 às 23:08
Sobre o que está a acontecer no "As Vicentinas de Braganza", agradecia que nos visitassem, e se pronunciassem, caso vos interesse o nosso novo dilema/problema

http://asvicentinasdebraganza.blogspot.com/2008/04/nota-constitucional.html#links
De JG a 20 de Abril de 2008 às 23:59
Lembram-se da reforma de Roberto Carneiro?

Quando foi introduzida a reforma de Roberto Carneiro, a retenção era extraordinária e apenas aplicada quando se reconhecia que a mesma era útil para o aluno.
Depois veio uma Ministra da Educação de seu nome Ferreira Leite que introduziu novamente a reprovação até aos dias de hoje.
Sempre defendi a progressão automática com exame a todas as disciplinas no 9º ano. Quem tinha aproveitamento ingressava no Ensino Superior, quem não o tinha era encaminhado para o Ensino Profissional.
Mas não se convençam que os professorem podem ensinar alunos que não querem aprender! É dos livros.
De Joana Dalila Santos a 21 de Abril de 2008 às 11:06
Interessa é ficar bem vista nas médias europeias. Custe o que custar.
De A. João Soares a 22 de Abril de 2008 às 06:13
E, desta forma, se contribui para um Portugal mais desenvolvido, mais competitivo na economia mundial!!!
Com esta falta de preparação de base, nem para emigrantes serviremos. A não se que se emigre à nascença!!!
Tudo isto devido aos governantes que temos tido depois da data que em breve vamos comemorar. Estão de parabéns os políticos que parece terem jurado destruir o rectângulo.
Abraços
O post e os comentários são esclarecedores do estado crítico a que chegou este rectângulo que até podia ser «um jardim à beira-mar plantado»!!!
A fúria legislativa não passa disso: fazer leis e mais leis que nada resolvem, que apenas servem para dificultar a vida às pessoas com o maior sadismo e que, quando estas se manifestam contra, mostrar a «humildade » de os governantes recuarem.
Mas é preciso dizer as coisas com clareza: cada recuo é uma prova de incompetência, de desleixo, de incapacidade para estudar os assuntos antes de fazer a lei, de desconhecimento do País real. E isto acontece apesar da quantidade inexplicável de assessores parasitas que povoam os gabinetes e que não são capazes de evitar os erros de que temos sido vítimas.
Enfim, temos governantes virtuais que vegetam com os pés no ar.

Abraços
A. João Soares

links
tags

todas as tags

blogs SAPO