De Moriae a 9 de Setembro de 2008 às 22:40
Se te compreendo ... Não desistas Tiago. Neste momento, resistir é vencer.

Escreve para a Sinistra, pá!

E se quiseres parar de postar aqui, pára. Se te apetecer um interregno, na boa i.e. faz o que for melhor para ti. É o que penso.

Essa história deve ser esclarecida, a das negas. Assim como a do amianto. E outras ... por isso ...


Abraço solidário,
M.
De Anónimo a 9 de Setembro de 2008 às 22:50
Tiago,

não o conheço mas não desista. Hoje vim da minha reunião de departamento completamente enraivecida. Estiveram a explicar-nos como se vai processar a nossa avaliação...
Apetece fugir daqui mas temos de resistir à cambada de idiotas que nos governam.
De brotero a 9 de Setembro de 2008 às 23:03
Caro Tiago,

Vozes como a sua fazem a diferença nesta pocilga em que se transformou o país e em particular no reino da ministra que está a cair de podre. O tempo dirá que pessoas como a Lurdes Rodrigues, o Valter e o Pedreira são oportunistas, meros acasos da história e que nos compete a todos nós correr com essa corja e remetê-los para o lugar donde nunca deviam ter saído: o cemitério da incompetência.

Não desista neste momento, pois a sua luta é a luta de todos nós por um ensino competente e digno que precisa de pessoas como o Tiago e que a sua revolta não é apenas a sua, mas a dum país que acredita num futuro em que a competência, a liberdade e a honestidade são os princípios orientadores da sociedade.

Um abraço,

Brotero
De Anónimo a 9 de Setembro de 2008 às 23:18
Tiago,

Como anónimo, por favor, coloque o nome da tal "escola" para obtermos os nomes desses p.... e o divulgarmos via mails e etc.

Respire fundo. Calma.
Já não ligo TV para não mais atentar contra o aparelho .....

Continuemos.
Resistir a esta investida inícial e preparar o contra ataque, precisa-se. O combate já está muito mais equilibrado e renhido...

Respirar fundo.
Continuar...

A guerra vamos vencê-la, Tiago. Custe o que custar.
Bora lá continuar.

AnaH
De ILÍDIO TRINDADE a 9 de Setembro de 2008 às 23:29
Tiago,

Também eu já fui acometido dessa fúria. Como compreendo!

Mas há que não desistir, pelo menos da LUTA!

É preciso lançar uma pedrada no charco. Tal como escrevi no blog do MUP, aqui o repito: RUPTURA! VAMOS A ISTO? (http://mobilizacaoeunidadedosprofessores.blogspot.com/2008/09/ruptura.html)

Este blog fica à disposição.

Abraço guerreiro.

Ilídio Trindade
De Professorinha a 9 de Setembro de 2008 às 23:33
Se nós professores desistimos, o que será do futuro deste país? Nós não podemos desistir...

Força
De Kaotica a 10 de Setembro de 2008 às 02:03
Tiago

Por favor não desista. Eu sei que às vezes é o que apetece, o que muitos professores parecem merecer ou querer, mas pense nos outros, pense acima de tudo nos alunos e no futuro negro que lhes reservam. Não sou professora, sou mãe, encarregada de educação, presidente de uma associação de pais. Estive na manif dos 100 000. Não podem desistir nem sequer dos sindicatos. Têm que lutar lá dentro, mudá-los por dentro, levá-los a retirar a sua assinatura desse entendimento. Pelo menos peço-lhe que escreva sempre, que dê a conhecer todas as trapaças que se passarem dentro das escolas na aplicação dessas leis medíocres. Matéria não lhe há-de faltar, infelizmente, por isso há que denunciar publicamente tudo para ninguém poder dizer depois que ninguém se queixou. Isto não pode ir para a frente, não enquanto tivermos as nossas leis nacionais (Lei de Bases/Constituição) e os direitos humanos a negar a possibilidade legal dessas outras directivas estranhas às nossas, vindas da união europeia, emanadas de um clube auto-intitulado "os senhores do mundo). Temos que romper com estes dirigentes e não lhes entregar o poder, temos que romper com esta UE que só nos destrói. Temos que saber de que lado está a razão e recusar o absurdo.
Lute. Lute sempre. Resista. Eles apregoam essas estatísticas para o provocar. Permita-lhes que o provoquem e continue a agir. Não páre de os denunciar.
Não sei o que me deu, faça o que bem entender que deve fazer, em consciência.


Um abraço virtualmente kaótico.
De Joaquim Moreira a 10 de Setembro de 2008 às 11:05
Sou visitante assiduo deste blog e, como tal, tenho um pedido a fazer ao Tiago.
Pelas suas filhas, pelo meu filho, pelos filhos de todos nos, nao desista da sua luta que tambem é de todos. Deve continuar a denunciar os podres do governo. Porque nao fazermos uma especie de birra colectiva, desafiando a imprensa e televisoes a denunciarem a corrupçao no governo (desculpem, estava a sonhar, a imprensa/tvs nao passam de paus-mandados do governo). Tudo isto para pedir que não desista da sua luta.
Obrigado pela atenção
De Farelhão a 10 de Setembro de 2008 às 11:30
Onde pensava que vivia?
Por cá ainda se acredita na virgem de fátima e nos pastorinhos.
Por cá o aparelho judiciário poderia muito bem chamar-se Tribunal do Santo Ofício.
Por cá os políticos mais parecem mafiosos tirados de um qualquer filme americano.
Por cá o PR não tem dúvidas e raramente se engana.
Por cá os professores, ao fim de dezenas de anos, ainda estão na fase da indignação.
De Anónimo a 10 de Setembro de 2008 às 13:02
Tiago,atirar com a toalha ao chão nesta altura? não acho que seja lá muito bom numero mas, cada um sabe de si e corja (sinistra e seus capangas) até agradece,sempre é menos uma voz discordante, até já os estou a ouvir dizer; PORREIRO PÁ.
Faça o favor de reformular a sua posição.
Um abraço
A.S. Dias